Divórcio tem perdão?

Pergunta:

 

Pr., boa tarde. Eu queria um esclarecimento pois não consigo entender.

 

Conheci um rapaz que foi casado há 9 anos e neste casamento nunca foi feliz. A sua ex-esposa é uma pessoa revoltada e o humilhava. Ela odeia a família dele não aceitava que ele fosse visitá-la. Não era mulher submissa, o ofendia em palavras não permitia que ele tivesse cargos dentro da igreja, pois era tudo que queria, ter uma intimidade maior com Deus. Enfim, viveu esse fracasso.

 

Com tudo isso ela acabou afastando-o da igreja e jogou-o no mundo. Ele se tornou um homem muito infeliz pois o que adiantava viver uma falsa felicidade? A família dele o apoiou a sair de casa e o acolheram. Porém ele vive com aquela maldição em sua cabeça por ouvir as pessoas dizerem que será condenado por Deus para toda vida pois Deus não aceita o divórcio.

 

Agora me diz, Deus não é misericordioso? Sendo misericordioso, porque deixaria seu filho neste sofrimento? Ele não pode ser feliz em um novo casamento? Só quem vive essa angústia ao ponto de pedir a Deus pra morrer é que sabe o que ele está passando. Não concordo com pessoas que dão a sentença dizendo que pra esse pecado Deus não perdoa. Todos têm o direito de serem felizes na vida.

 

Gostaria de ser respondida. Agradeço desde já. Andrea

 

 

Resposta:

 

Irmã,

 

biblicamente ninguém, seja cristão ou não, pode divorciar-se e casar-se novamente, pois uma vez casado tornou-se uma só carne com seu cônjuge. O novo casamento não é um DIREITO assegurado na Bíblia. O divórcio por adultério sim, embora a vontade de Deus é que ninguém se divorciasse, mas sim que perdoasse e restaurasse a aliança conjugal.

 

O divórcio é pecado sim e Deus abomina o divórcio, assim como abomina a mentira. Uma só mentira, por exemplo, cujo autor não tenha se arrependido, pode levá-lo à morte eterna. Quantas mentiras falamos durante nossa vida? Milhares! Quantos divórcios uma pessoa pode cometer? Poucos. E ambos, divorciados ou mentirosos, que se arrependerem, terão o perdão de seus pecados: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1:9).

 

Deus é misericordioso sim e todo pecador pode encontrar a terna misericórdia do Senhor, caso se arrependa e O busque de todo o coração. E isso, amada, vale para todos os pecadores, sejam eles divorciados ou mentirosos, assassinos ou idólatras. O ÚNICO pecado imperdoável é o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo: “Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada” (Mt 12:31).

 

Filha, um segundo casamento não é algo que se planeje como um direito líquido e certo. Quando Jesus abriu a perspectiva do divórcio foi exclusivamente em caso de adultério, mas Ele não foi adiante na mensagem autorizando novo casamento. “Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar-se com outra comete adultério (e o que casar-se com a repudiada comete adultério)” (Mt 19:9).

 

Biblicamente, quem está disposto a divorciar-se, tem também que estar disposto a viver solteiro daí em diante. Solteiro e sem pecar. Mas, muitos não sabem disso, ou não sabiam antes da sua conversão, pois são ignorantes quanto à Palavra de Deus e por isso divorciam-se como se fosse algo normal. Infelizmente essa situação é muito frequente no Brasil e no mundo, segundo as estatísticas.

 

Os pastores que casam divorciados o fazem baseados na grande misericórdia de Deus, pois reconhecem que é melhor casar a pessoa do que deixá-la viver sempre abrasada e pecando por imoralidade, seja em atos ou pensamentos: “E aos solteiros e viúvos digo que lhes seria bom se permanecessem no estado em que também eu vivo. Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar-se do que viver abrasado” (1 Co 7:8,9).

 

Mas, antes de buscar um novo casamento, esse rapaz que você conhece deve buscar a ex-esposa e perdoá-la, assim como pedir-lhe perdão, pois certamente ele também pecou frente a ela em muitas ocasiões. Deve ainda orar para que Deus a transforme e, havendo possibilidade, restaure o amor entre ambos. Isso não é impossível para Deus!

 

Ele precisa também voltar-se para Deus, pedir perdão pelo pecado, por ter saído da presença do Senhor que tanto queria. Casamento ruim, esposa “jararaca” não impede ninguém de buscar a Deus verdadeiramente. Afinal, o Senhor não está somente na Igreja. Não é necessário um cargo ministerial para se ter a presença de Deus no coração. Ele saiu da presença de Deus porque quis e não por causa da esposa jararaca.

 

E quanto a você, deve esperar pacientemente, que as coisas se arranjem, seja por um lado, seja por outro. E seja prudente, porque se esse rapaz não voltar-se para Deus verdadeiramente ele não será um bom marido, principalmente por estar tão machucado na alma.

 

Filha, um segundo casamento é muito mais difícil do que o primeiro e que nem sempre conseguimos realizar todos os nossos sonhos e desejos. É necessário muita renúncia por parte de ambos os cônjuges. Um segundo casamento envolve pessoas sofridas, falidas no relacionamento anterior, com traumas e feridas na alma, problemas não resolvidos, ofensas não perdoadas. E eles carregarão isso consigo por toda a vida. Um segundo casamento assim só dará certo, se for com alguém que ame mais a Jesus Cristo do que ao próprio cônjuge e filhos.

 

Também há muitas variáveis externas que afetam um segundo casamento, pois não se trata somente de duas pessoas, mas de muitas pessoas envolvidas: ex-esposa, ex-marido, filhos de um lado, filhos do outro lado, ex-sogras, ex-cunhados, etc. Isso sem falar das questões financeiras, como pensão para a ex ou para os filhos; despesas extras além da pensão; com quem ficam os filhos no final de semana, férias, etc..

 

Por isso, irmã, muita prudência e, principalmente, muita oração. Uma mulher “solteira” pode ser muito mais feliz do que uma casada. A mulher mal casada está encalhada, enquanto que a solteira é livre.

 

Que a graça e a paz do Senhor esteja com você.

 

José Adelson de Noronha

132 opiniões sobre “Divórcio tem perdão?”

  1. Bom dia Pastor, A Paz de Cristo!
    Meu nome é Francisco e o nome da minha companheira é Ana Célia, e fez um mês dia 25/10/2014 que ela resolveu dar um tempo na casa da sua irmã, desde então estou sozinho em casa! Estava juntos a 20 anos, pois não somos casados nem no civil nem no religioso. Eu tenho uma dúvidas Pastor, pois ela ia na igreja, foi batizada neste período em que estavamos juntos, participava da ceia do senhor, e a minha pergunta é: toda a situação em que estava a nossa relação, o fato de ela se batizar sem estarmos casados, pode ter abrido várias portas para o inimigo? Como faço para consertar perante Deus tudo que estava errado, como faço para recuperar a minha relação, só que agora de forma correta, perante as leis de Deus? Tenho que fazer um propósito dom Deus?? Fico no aguardo

    Curtir

    1. Francisco, eu penso que “esse tempo” é benéfico para vocês. Não é o inimigo agindo, mas a consciência dela. Por isso procure você também abrir seu coração à voz de Deus, reconheça seus próprios pecados, arrependa-se e busque a sua salvação.

      Depois peça perdão à sua companheira, perdoe-a também e deixe a cargo do Senhor fazer a obra de restauração de seu relacionamento, agora diante de Deus e das leis dos homens.

      Eu oro e peço ao Senhor que guarde vocês dois e que restaure suas vidas, em nova aliança, em Nome de Jesus.

      Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s