Imposição de Mãos

 

Pergunta:

 

Graça e Paz…. Gostaria, por gentileza, de saber mais a respeito da prática da imposição de mãos… Mto obrigado… Teófilo

 

 

Resposta:

Teófilo, sua pergunta é muito boa porque nem todos os cristãos têm uma boa compreensão a respeito do que seja “imposição de mãos”. Esta é uma doutrina cristã elementar, básica, que todos, mesmo os convertidos de pouco tempo deveriam saber.

 

O escritor de Hebreus repreende seus leitores para esse fato, chamando-os de crianças espirituais, por terem esquecido-se dos princípios básicos da fé cristã (HB 5:11-14).

 

E ele passa então a dizer quais são esse princípios elementares da fé cristã, entre os quais está incluído a “imposição de mãos”: “Por isso, pondo de parte os princípios elementares da doutrina de Cristo, deixemo-nos levar para o que é perfeito, não lançando, de novo, a base do arrependimento de obras mortas e da fé em Deus, o ensino de batismos e da imposição de mãos, da ressurreição dos mortos e do juízo eterno. Isso faremos, se Deus permitir” (Hb 6:1-3).

 

Imposição de mãos, no cristianismo, significa o exercício da autoridade espiritual, em nome de Jesus, para cura de enfermos, para batismo no Espírito Santo e até mesmo para concessão de dons espirituais: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Mc 16:15-18). Veja também At 8,18, I Tm 4:14 e II Tm 1:6.

 

Muitas pessoas interpretam erradamente o texto de Paulo, em I Tm 5:22, mandando cuidado na imposição de mãos: “A ninguém imponhas precipitadamente as mãos. Não te tornes cúmplice de pecados de outrem. Conserva-te a ti mesmo puro” (1 Tm 5:22). O contexto que Paulo trata ali, a partir de 5:17 até 5:25, é da nomeação de lideranças ou presbíteros na Igreja. Aí sim, é preciso muita prudência, porque nem todos estão provados e aprovados (aptos) para a receberem autoridade espiritual sobre o Corpo de Cristo.

 

Por isso, amado, se você for chamado para orar por enfermos, não tenha receio de ungí-los com óleo e impor suas mãos, abençoando-os com cura, em nome de Jesus: “Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor” (Tg 5:14).

 

Que o Senhor lhe abençoe com autoridade e poder, como legítimo representande de Cristo na terra.

José Adelson de Noronha

45 opiniões sobre “Imposição de Mãos”

    1. Irmã Daniela, não há qualquer restrição bíblica a esse respeito.

      Imposição de mãos, no cristianismo, significa o exercício da autoridade espiritual, em nome de Jesus, para cura de enfermos, para batismo no Espírito Santo e até mesmo para concessão de dons espirituais: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Mc 16:15-18). Veja também At 8,18, I Tm 4:14 e II Tm 1:6.

      Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s