Namoro Segundo a Vontade de Deus

Pergunta:

 

Pastor, gostaria de saber como reconhecer se o namoro é da vontade de Deus ou não, pois tenho muitas dúvidas em relação a isso. Eu sou evangélica, meu namorado também é, só que muitos falam que são as profecias que confirmam isso e não o coração. 

 

Como faço para ter a certeza se meu namoro é da vontade de Deus, eu só posso dizer que ele é uma benção, me respeita e sempre estamos meditando na Palavra de Deus para ter um namoro segundo a vontade de Deus.

 

Como posso descobrir isso pastor…. por que no namoro temos tantas dúvidas….. Cris

 

 

Resposta:

 

Cris, na Bíblia não existe a figura do namoro e Deus, em geral, não interfere em nossas  escolhas amorosas, a não ser quando há oração. Por isso, no namoro a vontade de Deus é uma só: a santidade dos namorados.

 

Se seu namoro é santo, Deus está contente. Não com o namoro em si, mas com cada um de vocês. Isso é o que interessa.

 

Também é da vontade de Deus que em todos os relacionamentos haja paz. E para que não haja discórdia no lar de vocês por causa do namoro, vocês precisam da bênção dos pais de ambos. Um namoro sem a bênção dos pais certamente provoca discórdia, divisão dentro do lar e aí sim, estará contra a vontade de Deus.

 

Outra coisa importante é que ambos possuam o temor de Deus no coração, que tenham os  mesmos princípios cristãos, que gostem dos mesmos ministérios na Igreja, pois sendo assim, ambos estarão juntos nos finais de semana.

 

Que o Senhor lhes abençoe e guarde.

 

José Adelson de Noronha

598 opiniões sobre “Namoro Segundo a Vontade de Deus”

  1. Pastor, se o senhor não quiser responder meus comentários me diga por aqui para que eu possa procurar outra fonte onde buscar respostas. Não ficarei chateada, nem nada, até porque o senhor já me ajudou muito e eu sei que já abusei e decerto já te cansei… Infelizmente, isso acontece com frequência comigo, as pessoas não têm paciência comigo, então já estou acostumada. Mas preciso saber, certo? Se não puder responder diga isso, se puder , ótimo…Se puder responda minhas dúvidas por favor. Deus te abençoe!

    Curtir

    1. Filha, me perdoe por não ter respondido ainda seus comentários. São muitas atividades e projetos em andamento simultaneamente, principalmente os evangelismos que temos feito em vários locais, o que me toma muito tempo, graças a Deus.

      Mas não me esqueço de você e tenho orado todos os dias a seu favor.

      Filha, seu marido fez muito bem em recusar as palavras de maldição daquele charlatão no qual você foi. Não tenha medo de consequências espirituais, pois Deus é amor e não carrasco. Te explico mais tarde a esse respeito, mas pense: se seu marido, que é homem falho, não te culpa e nem te condena em nada pelo seu passado, imagina se Deus, que é perfeito, que é amor, iria te condenar? Não!

      Tão logo possa, te escrevo mais, mas oro nesse momento para que a Graça Maravilhosa do Senhor Jesus Cristo inunde seu coração, sua alma e seu lar, em Nome de Jesus.

      Escreva no seu diário o salmo 103, leia e releia várias vezes em voz alta (não se preocupe, não é mantra, mas ajuda na memorização). Ouça cada palavra como se você estivesse comendo mesmo maná que desceu do céu, sentindo o sabor de cada palavra, saboreando as verdades delas, que trarão vida nova ao seu coração.

      O Senhor te abençoe, filha

      Curtir

      1. Você não deve mais ficar procurando igreja, seja ela a mais bem falada que for, que tenha como prática usual o uso de campanhas, correntes, shows, etc.. Jesus nunca usou desses artifícios para “prender” as pessoas em sua companhia. Pelo contrário, Jesus falava a verdade e se sentisse incomodado podia ir embora. Pastores sérios curam e libertam as pessoas apenas pelo poder do Nome de Jesus. O poder não está na mandinga, nos óleos, sabonetes ou coisas semelhantes, mas sim no Nome de Jesus! Ele é quem tem toda autoridade, no céu e também na terra. TODA!

        Não tenha medo das ameaças que possam lhe fazer. Provavelmente você ouvirá “ameaças” vindas da parte do líder charlatão, de sua avó que foi indiscreta e confidenciou detalhes com a outra mulher. Provavelmente você ouvirá “ameaças” da parte de outras pessoas da família, talvez até da parte de sua mãe, mais por ignorância do que por conhecimento de causa, mas não tenha medo.

        Jesus é a verdade e é a Verdade quem te libertará! Seja do que for, se você crer nele e andar na Sua presença, ouvindo-o e aprendendo com Ele, você conhecerá a verdade e será liberta (João 8:31,32).

        Não volte mais àquela igreja. Perdoe sua amiga que te levou e obedeça à disciplina que seu pastor lhe impôs. Seja paciente, pois é por pouco tempo e ande sempre com seu marido. Vá aos cultos com ele, sente-se junto a ele e que essa disciplina venha para lhe trazer paz ao coração. Já não há pecado que lhe condene, pois Jesus pagou por eles. As consequências sim, você passará por elas, mas a misericórdia de Deus é grande e pode sustentar sua fé e curar sua alma aflita.

        Eu oro e ministro libertação para você de todos os espíritos maus, que porventura estejam azucrinando sua alma, no Nome de Jesus! Também oro e ministro cura de todas as suas enfermidades, sejam elas na alma, sejam no corpo, em Nome de Jesus!

        Curtir

  2. Cont. A moça da igreja que foi comigo me ligou e se desculpou, mas disse que não poderia ser cúmplice de meu pecado e que por isso falou com nosso líder, contou o que ficou sabendo na outra igreja. Foi como se tivesse sido traída, foi horrível… No domingo de manhã apesar de meu marido insistir eu não quis ir à igreja, sabe como é, notícia ruim espalha rápido e eu não queria ser de novo alvo de comentários e fofoca. Ele foi sozinho, eu fiquei em casa, mas chorei a manhã toda, porque agora estou de fato tentando melhorar meu jeito de ser, estou tentando ser uma pessoa melhor, servir a Deus de verdade e aconteceu isso. Meu marido gosta só dessa igreja e disse que em hipótese nenhuma vai mudar de igreja e para ele, mulher deve seguir o marido, ou seja, eu devo ir na igreja que ele vai. Não discuti com ele, então à noite, mesmo sem querer ir, acabei indo diante da insistência de meu marido. Sempre sentei na frente junto com os jovens do ministério de louvor, mas nesse dia sentei bem atrás com meu marido. Fiquei com medo do líder falar alguma coisa em público, mas ele não disse nada. No final do culto ele chamou meu marido e eu à frente para receber oração. Na frente, na hora que começou a oração, senti meu marido apertar minha mão, é o jeito dele demonstrar que está comigo… O líder disse que estava feliz de me ver ali e disse que eu era uma pessoa especial para a igreja e para Deus. Só que eu estava muito envergonhada, nem me lembro do que eu disse. Percebi que algumas pessoas estavam falando de mim, afinal, como disse, quando é coisa ruim todo mundo fica sabendo rapidinho… Pastor, eu agora estou me sentindo péssima, sem rumo, sem comunhão com a igreja e pior, tenho medo de algo ruim acontecer comigo. O líder da outra igreja, o da campanha me ligou me cobrando a ida até a sua igreja e mais uma vez disse que se não fizer a campanha completa vou de vez ser dominada pelo espírito de prostituição e doença. Meu marido enervou de vez e tomou o celular da minha mão e falou poucas e boas para esse líder. Chamou ele de safado, aproveitador e disse que ele não teve porcaria nenhuma de revelação e sim que a mãe linguaruda dele é que falou tudo, enfim, disse pra ele não ligar mais e sumir de nossa vida. Desligou e disse que eu estou proibida de ir à essa igreja e ainda jogou fora uns sabonetes e óleos de banho que esse líder me deu, ele nem deixou eu usar, quebrou os frascos resmungando que aquilo era ”superstição maldita”. Pastor, o senhor acha que se eu não ir completar essa campanha de libertação eu posso ser possuída por espíritos que ele falou? Me explique por favor, eu estou angustiada, e sei que no meu estado não é legal, pode fazer mal para meu bebê. Pastor, se puder responda meus outros comentários… Sei que são longos, enfadonhos, mas me ajude, ore por mim, pastor, porque tem horas que minha vontade é de sumir… Pastor, tudo de ruim está acontecendo, meu tio ainda está agonizando num hospital, sofrendo muito, então se puder ore por ele também, eu não tenho conseguido entrar para visitá-lo, porque a preferência de visitas fica para os irmãos, filhos, eu sempre sou excluída da escalação… Minha prima já entrou, meus primos, meus pais, mas eu sempre fico de fora na hora do revezamento, então eu só posso orar por ele… E pastor, só tive dois namoros antes de me casar, então como o líder daquela outra igreja disse que eu tenho espírito de prostituição?! Isso é possível, pastor? Mas me deixe uma resposta, eu estou num momento ruim, de muitos problemas e a única pessoa de fato que tem me ajudado, me dado apoio incondicional é meu marido e de certo modo o senhor com seus conselhos. Deus o abençoe.

    Curtir

  3. Cont. Ainda por cima disse que se não fosse nessa igreja minha vida seria completamente destruída, e nada iria prosperar… Uns homens vieram e colocaram as mãos em mim e começaram a orar. Eu comecei a me sentir mal, e cambaleei, sentia que ia desmaiar e de fato desmaiei… Quando voltei ouvi que eles achavam que eu estava possuída, porque sacudiam minha cabeça, berravam no meu ouvido. Com muito custo fiquei de pé, mas tudo girava, minha cabeça doía e latejava, eu só queria ir embora, mas eles ainda me seguravam e tentavam me “libertar”, achavam que eu estava de fato possuída, eu na verdade estava era passando mal e não com espírito. No final da reunião, o líder disse para voltar na próxima sessão e que se eu não voltasse coisas ruins iriam acontecer, minha vida iria piorar, minha saúde, etc. Eu saí de lá em pânico, meus cabelos que são lisos estavam desalinhados de tanto que os homens sacudiram minha cabeça, saí de lá como se tivesse levado uma surra. Minha colega que foi comigo me esperava lá de fora, disse com os olhos arregalados que estava com medo e disso que nunca mais iria visitar outra igreja. Meu marido ainda no carro já percebeu que a coisa estava ruim. Mas o pior pastor, estava por vir. No dia seguinte recebi uma ligação do líder de minha igreja marcando um encontro comigo. Meu marido me levou, mas o líder queria falar em particular comigo no seu escritório. Ele foi direto ao ponto, disse que tinha ficado sabendo de minha visita à outra igreja, disse que não havia problema em visitar outra igreja, mas que como líder, não poderia acobertar meu pecado, porque senão os outros jovens iriam achar que podiam “pintar e bordar” e não era assim os negócios. Resumindo, ele disse que quando eu tive esse relacionamento com uma garota eu já era da igreja e que por isso eu estava a partir daquele momento fora da comunhão da igreja. Pastor, eu comecei a chorar, mas ele se manteve firme na decisão, disse que sentia muito, mas eu teria que passar por essa disciplina. Eu disse que naquela época eu não participava de ministério nenhum e que eu tinha mudado de vida. Ele disse educado mas firme, que eu não deveria ter sido vocalista da banda de jovens, nem deveria estar no coral e que nem deveria ter me casado na igreja, não antes de ter cumprido disciplina… Ele disse que queria que eu continuasse frequentando os cultos, porque a disciplina era apenas para me corrigir e me fazer ser uma pessoa melhor. Depois, ele chamou meu marido e conversou com ele e contou tudo para ele. Pastor, meu marido não sabia que tive esse relacionamento com essa garota… Foi horrível, nunca me senti tão humilhada, envergonhada… O nosso líder fez uma oração por nós dois e disse para meu marido me ajudar a não parar de ir na igreja, e disse que sentia muito, mas tinha de fazer isso. Eu não posso mais cantar, tomar a Ceia, nem participar de nenhuma atividade durante seis meses. Em casa tive de explicar as coisas direito para meu marido, é claro que ele ficou abalado, mas agora ele já entendeu que foi um momento ruim que passei. Ele não me disse uma palavra de acusação, não brigou comigo, ele foi compreensivo e disse que me amava muito e que essa fase ruim iria passar.

    Curtir

  4. Pastor, já enviei vários comentários expondo meus problemas e agora tenho outro para deixar para que o senhor me aconselhe, se puder… Uma amiga de minha avó é de uma outra igreja (não vou dizer o nome porque acho antiético) e minha avó comentou com ela meus problemas de saúde e tal, então ela me convidou para participar de uma campanha de libertação na igreja dela. Ela disse que várias pessoas foram curadas, libertas de todo tipo de problemas, e que seria bom se eu fosse lá. Foi difícil conseguir convencer meu marido, depois de muita “falação” minha na cabeça dele ele topou me levar, mas não quis ficar, disse que não gostava desse tipo de igreja, ele disse que me levaria e buscaria, mas não iria entrar na igreja. Então eu liguei para uma moça da igreja que frequento ( antes saíamos muito juntas ou com a galera da igreja) e chamei ela pra ir comigo. Então marcamos de nos encontrar na porta dessa outra igreja. Pastor, o que aconteceu foi na sexta-feira passada. Na entrada dessa igreja eles pegaram nossos nomes e nos levou para um lugar reservado para visitantes. Ah, um detalhe, o líder desse trabalho é filho da mulher que me convidou… No começo estava até gostando, teve os louvores, mas depois foi horrível o que aconteceu. Quando concordei de ir nessa igreja, achei que seria um culto normal e que depois iriam fazer uma oração específica para os enfermos. Mas não foi assim. Em dado momento o líder disse no microfone meu nome me chamando para ir à frente da igreja. Disse que eu estava lá para participar da campanha e uma mulher veio para me conduzir… Pastor, eu nunca passei tanta vergonha assim, só de lembrar dá arrepio!!! Quando cheguei à frente o líder disse algo assim mais ou menos : “Aqui está uma moça de 22 anos, ela é uma pessoa oprimida, carregada de energia negativa, com espírito de prostituição, ela precisa de libertação, cura, porque com essa idade ela tem mais doenças que muitos senhores aqui…” . Pastor, eu estava envergonhadíssima, ele continuou falando para toda a igreja (que estava lotada) sobre mim. Contou que eu aos 14 anos namorei um mau elemento e contou em detalhes o que ele e seus dois amigos fizeram comigo, em detalhes sórdidos, vergonhosos, eu fiquei parada lá na frente sentindo todo mundo me olhando, me avaliando e pela reação da igreja, percebi que eles estavam achando que o líder estava recebendo de Deus a revelação de minha vida. Meu marido disse que com certeza minha avó é que contou minha vida em detalhes para a amiga e essa senhora contou para o filho. Pastor, nem no seu blog eu contei detalhes, até porque os detalhes são chocantes, terríveis que tive inclusive que ficar hospitalizada e fazer alguns procedimentos de reparação na época… O pior é que de tempos em tempos o líder colocava o microfone na minha boca e dizia: “Não é verdade”? Eu estava sem ação, não conseguia nem raciocinar direito, minha voz estava um fiapo. Depois, ele contou do meu relacionamento com uma “amiga”, e falou que tudo era obra do Inimigo, que eu era dominada por espírito de prostituição, de lascívia, mentira, engano… Resumindo, ele contou minha vida em detalhes ( que eu tinha ansiedade aguda, depressão, trantorno do pânico noturno e problemas cardíacos) o que me deixou péssima.

    Curtir

  5. Cont. Pastor, eu tenho vergonha do meu passado e se arrependimento matasse estaria morta, mas eu me sinto indigna de ser mãe. Desde que descobri a gravidez tenho crises de choro que começam do nada, não sei explicar. Pastor, quando eu pedi para o senhor ser sincero o senhor foi, então, vou pedir para ser de novo. Pelos comentários que já enviei o senhor pode ter uma noção de meu jeito, então seja franco, o senhor acha que eu tenho o perfil de uma mãe? Conhecendo meu passado o senhor diria isso ou não? O pior é que isso não tem volta, me sinto envergonhada e culpada por não estar feliz com a gravidez. Eu queria ter tido a oportunidade de ter me preparado e não deu tempo, já pensou, se não estivesse evitando já teria engravidado nas primeiras semanas do casamento!!! Eu estou lendo a Bíblia, oro pra ver se consigo ter paz, mas tenho um medo crescente, absurdo quando penso num filho. Sabe, é engraçado, mas as coisas parece que estão trocadas. Na verdade quem deveria estar grávida era minha prima. Conhecendo ela tenho certeza que ela seria uma mãe espetacular, porque ela é determinada, forte, saudável, casada com um rapaz jovem, os dois são cristãos, e ela sempre teve boa moral, bons princípios. Meu marido e eu somos cristãos, mas nós dois somos desses que deixa a desejar. Ele é encrenqueiro, principalmente com quem “pisa no seu pé”, falo de parentes dele e pessoas de fora. Eu não preciso nem falar de mim, o senhor lendo meus comentários vê como eu sou, impulsiva, desorganizada, despreparada para quase tudo… Vou parar porque poderia ficar citando meus defeitos sem parar por horas a fio. Seja franco, pastor, me aconselhe, eu tenho seguido seus conselhos. Não deixe de responder meus dois comentários que deixei para o senhor ler. Eu sei que estou sendo chata como sempre, mas me ajude. À distância o senhor me ajuda muito e mais do que muitas pessoas que estão à minha volta. E tente me entender, eu não tenho com quem desabafar, como vou falar isso para meu marido? Ele tem sido tão bom para mim, carinhoso, então não quero magoá-lo. Deus o abençoe e te ajude a me dar uma palavra sincera.

    Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s