Namoro Segundo a Vontade de Deus

Pergunta:

 

Pastor, gostaria de saber como reconhecer se o namoro é da vontade de Deus ou não, pois tenho muitas dúvidas em relação a isso. Eu sou evangélica, meu namorado também é, só que muitos falam que são as profecias que confirmam isso e não o coração. 

 

Como faço para ter a certeza se meu namoro é da vontade de Deus, eu só posso dizer que ele é uma benção, me respeita e sempre estamos meditando na Palavra de Deus para ter um namoro segundo a vontade de Deus.

 

Como posso descobrir isso pastor…. por que no namoro temos tantas dúvidas….. Cris

 

 

Resposta:

 

Cris, na Bíblia não existe a figura do namoro e Deus, em geral, não interfere em nossas  escolhas amorosas, a não ser quando há oração. Por isso, no namoro a vontade de Deus é uma só: a santidade dos namorados.

 

Se seu namoro é santo, Deus está contente. Não com o namoro em si, mas com cada um de vocês. Isso é o que interessa.

 

Também é da vontade de Deus que em todos os relacionamentos haja paz. E para que não haja discórdia no lar de vocês por causa do namoro, vocês precisam da bênção dos pais de ambos. Um namoro sem a bênção dos pais certamente provoca discórdia, divisão dentro do lar e aí sim, estará contra a vontade de Deus.

 

Outra coisa importante é que ambos possuam o temor de Deus no coração, que tenham os  mesmos princípios cristãos, que gostem dos mesmos ministérios na Igreja, pois sendo assim, ambos estarão juntos nos finais de semana.

 

Que o Senhor lhes abençoe e guarde.

 

José Adelson de Noronha

794 opiniões sobre “Namoro Segundo a Vontade de Deus”

  1. Obrigada pelas respostas… Eu li as respostas na outra seção também, mas comento aqui para não colocar mais comentário lá. Pastor, eu entendi que não devo contar sobre mais pecado, aquele que falei na outra seção, para mais ninguém, certo? O problema é que às vezes bate incerteza sobre o silêncio da parte do primo ( ou melhor, dos primos). Aliás, acho que para o outro primo ele contou, pelas atitudes deles, eu percebo que ele contou para o outro primo… Bom, é isso que dá, homem tem mania de querer contar “vantagem” para os amigos, gostam de se exibir (aliás, meus primos adoram isso). Eu sei que há exceção, pastor, nem todo homem é cara de pau, mas tem uns que sai da frente. Mas Vou ficar na minha, os tios, avós, prima e pais não ficarem sabendo já está valendo e me poupando de mais “dor de cabeça”, se eu ficar prevendo que eles vão contar isso algum dia, eu vou ficar sofrendo por antecipação por uma coisa que talvez não aconteça. Por isso já passou na minha cabeça contar, antes que um dos primos conte. Vou explicar, pastor, meus primos não são crentes e nas festas eles bebem, quando bebem eles “soltam a franga”, aliás, na última festa da família, eles me deixaram em maus lençóis, fazendo brincadeirinhas descaradas e de duplo sentido, enfim, quando estão altinhos pela bebida, eles perdem a noção e extrapolam. Se os dois sóbrios já são “palhaços”, gostam de infernizar todo mundo com trotes, piadinhas e tal, imagine os dois alcoolizados? Eu sempre fico na “agonia” em todas as festas da família quando vejo os dois bebendo e começando a zoar, fazer indiretas…Aliás, ontem eu não pude contornar a situação e tive que ir almoçar com os avós. Depois de me certificar que o líder não estava, eu fui, a prima estava lá também. Eu não via necessidade de pedir perdão para a prima, afinal, o que ela tem a ver com minha vida? Mas eu estou fazendo qualquer coisa pra melhorar a situação, tentar pelo menos amenizar as coisas, então pedi perdão pra ela e para os avós. A prima perguntou me gozando se eu estava passando bem, meu avô me abraçou e disse que estava tudo bem, e disse brincando que eu devo estar com amnésia, já que já tinha pedido perdão antes. A avó disse que já me perdoou faz tempo, mas aí acrescentou: “Mas você tem que tomar jeito e fazer sua parte, ir ao descarrego, você tem encostos dos bravos”. A prima concordou com a avó, ela é dessas que puxa bastante saco da avó (ela sabe que é a neta preferida e é a que mais ganha presentes da avó). Enfim, acho que a avó e prima não me levam a sério quando estou de fato falando sério. A prima até me disse que era engraçado ver uma “garota mala” pedindo perdão… Eu mudei de assunto, infelizmente, como meu pastor e o senhor disse, as coisas não vão mudar da noite pro dia, vai levar um tempo. Mais tarde a mãe passou lá na casa dos avós também, e veja só, aconteceu uma coisa desconcertante. Ela chegou toda produzida, e disse que já estava pronta pra ir às compras, disse que as tias (mãe da prima e mãe de um dos primos) iriam junto, estavam lá de fora esperando. Aí a a mãe me viu, ela tentou disfarçar a coisa e disse que não tinha me chamado pra ir junto porque estou grávida e iria me cansar carregando sacolas, e andando em lojas… Sem comentários… Até parece que gravidez é doença, na verdade, pastor, eu sei faz tempo que elas (tias, mãe, prima) fazem coisas juntas direto, elas são super ligadas e unidas. O avô ficou tentando me animar pra ir junto, acho que ele percebeu minha decepção e se solidarizou. Mas eu não fui, eu estaria indo de penetra. Mas bateu decepção, a mãe é mais chegada a prima e tias do que comigo. Mas na outra seção, deve ter notado que eu e minha mãe sempre tivemos conflitos intensos, ela me decepcionou várias vezes e eu também a decepcionei, então mesmo que tenha mudado, ela ainda tem um “pé atrás” comigo.

    Curtir

    1. Cont.Pastor, agora tem outro problema, meu marido está super nervoso com o pai dele, por isso tive que contornar a situação. Pastor, eu sei que a intenção de meu marido é ficar do meu lado, mas ele passou dos limites na última vez com os pais dele, eu fiquei envergonhada, por isso disse que ele estava nervoso, mas que eram bem-vindos. Pastor, eu nem fico colocando lenha na fogueira, falando mal dos pais dele, porque senão ele fica mais nervoso do que já está. Sabe uma coisa, meu marido tem o mesmo gênio forte do pai, por isso os dois batem de frente e nenhum dos dois cede, os dois são iguais. Eu disse isso para meu marido e ele disse que não é igual ao pai dele não, que o pai dele é “ignorante e machista”. Só rindo mesmo, ele também é machista, mas não reconhece. Pastor, sua recomendação de usar roupas decentes é certa. Meu marido já implicou com algumas roupas minhas, então algumas roupas eu uso só em casa, como por exemplo, shorts. Na minha opinião não tem nada de errado com meus shorts, mas ele disse que são muito curtos. Eu sei que tem roupas para jovens, bonitas de qualidade e decentes. Eu comprei algumas roupas adequadas ao gosto do meu marido. Poxa, eu não dou palpite nas roupas que ele usa, ele usa o tipo de camisa, calça e bermuda que ele gosta, ele compra sem pedir minha opinião, mas quando sou eu, ele dá palpite nas roupas, disse que ele é homem e sabe como pensa um homem…e depois fala do pai que é machista… Pastor, não estou falando mal dele, eu consigo até rir dele algumas vezes, mas tem horas que enche, quando a gente namorava ele nunca falou nem de meus shorts, vai entender…Pastor, vou ler os textos bíblicos que indicou e anotar, isso ajuda muito na compreensão do texto. Pastor, eu não vou deixar a congregação, o clima na igreja, está melhor, falo em relação aos falatórios sobre mim e sobre a conversa como nosso pastor, foi em particular e ele disse que vai ficar com ele, não vai falar disso com outras pessoas. Pastor, desculpe escrever muito. Pastor, meu marido não iria numa sessão de descarrego nem recebendo pra isso, ele tem outro estilo, ele gosta do estilo da igreja que frequentamos. O senhor acha que seria necessário? O pastor disse que eu estou liberta, mas a avó falou que certos tipos de “encostos” só saem com campanhas, ela não acredita que em uma única oração em particular está tudo resolvido. Se puder me responda isso, pode responder as outras pessoas primeiro e se der tempo me responde, se não der, não tem problema, o senhor já me ajudou muito. Deus lhe abençoe hoje e sempre e a toda sua família. Fica com Deus.

      Curtir

      1. Eu aconselhei seu marido a respeitar ao pai, como autoridade que ele é, e creio que ele entendeu e concordou, embora seja difícil. Ore por ele, para que ele tenha autocontrole e saiba controlar a língua diante do pai. O Senhor há de abençoá-lo caso ele respeite ao pai. E, abençoando a ele, abençoará também você e toda sua família.

        Filha, não é necessário você ir em seção de descarrego. Já foi uma vez e não resolveu. Além disso, graças a Deus, seu pastor orou com você e o demônio saiu. Você está livre, filha, dessa mal que lhe atazanava desde a infância. Daqui pra frente (não olhe mais para o “rabo”, mas para a sua frente) as coisas começarão a melhorar, e muito, para você.

        Rabo, em animal, serve para espantar moscas e mosca, na Bíblia, é figura de demônios. Você não tem mais moscas que precise espantar. Você está livre, graças a Deus. Agora é encher-se do Espírito Santo, para que sua casa espiritual não fique vazia.

        Não aceite falácias de que é necessário campanhas para se expulsar demônios, pois eles saem é pelo poder de Jesus e o Senhor nunca teve que fazer campanhas para expulsar demônios de qualquer pessoa. Bastava UMA palavra dele e o demônio tinha que sair. Jesus continua operando hoje, do mesmo modo, através das orações dos Seus servos, quando essas orações são feitas pelo poder e autoridade Dele, isto é, em Nome de Jesus! Você está livre, em Nome de Jesus!

        Curtir

        1. Olá, pastor, voltei pra agradecer pela resposta. Que bom que falou para meu marido ser mais comedido com o pai dele. Na verdade o pai dele apoquenta muito mesmo, mas é o pai dele, então ele deve medir as palavras ao se dirigir a ele, mas ele reconheceu pra mim que exagerou e vai tentar ser mais comedido. Para ele é mesmo difícil respeitar o pai dele porque o pai dele “alfineta” constantemente, entende? O pior é que todas as brigas dele com o pai é por minha causa, me sinto até culpada. Meu marido sempre fica do meu lado, ele sempre me defende, então a intenção dele é só me ajudar, mas passando por cima do pai dele não pode, está errado mesmo. Eu vou orar por ele, porque amo meu marido e quero o bem dele, aliás, vou seguir seu conselho, orar pelos meus familiares em geral… Pastor, ontem passei muito mal, então peço oração, eu ainda não estou muito bem, então ore por mim. Eu estou na dúvida se conto sobre o primo para meu pai ou se deixo quieto… é difícil decidir, tenho medo de me calar e um dos primos abrir a boca numa hora qualquer e tenho medo de contar e o clima ficar pra lá de ruim com a mãe e avó. Meu pai ia me dar um sermão, mas iria entender que foi antes de conhecer meu marido, que foi na minha “fase negra”… Agora a mãe ia contar pra avó e resto da família e iria virar o centro de críticas, ou melhor, centro de críticas eu sempre fui, mas iria piorar… Não sei que decisão tomar, estou confusa… Pastor, é isso, não vou demorar porque não estou legal hoje, eu já passei mal até mesmo. Ah, não vou participar de sessão de descarrego, hoje mesmo a avó me ligou pra falar disso, eu expliquei que já estou liberta e como ela insistiu, eu disse que meu marido não quer que eu vá, ela resmungou, mas duvido que vá ligar pra falar com ele, ela sabe que meu marido é de opinião e não vai mudar de ideia. Obrigada pelas respostas abençoadas, pastor. Fica com Deus.

          Curtir

          1. Filha, já tenho orado por você e sei que seus sofrimentos são do conhecimento do Senhor Jesus. Tenha esperança, guarde a sua fé, pois há uma vida lhe esperando. Amanhã entrarei aqui para lhe responder tudo. Hoje não vai ser possível, mas amanhã, se Deus quiser, lhe respondo, inclusive a sua mensagem anterior, que me deixou realmente emocionado. Muito obrigado por aquelas palavras

            O Senhor lhe abençoe com saúde e lhe guarde, em Nome de Jesus.

            Curtir

    2. Filha, que a paz do Senhor Jesus seja um bálsamo em sua alma e um refúgio em meio às suas tribulações, é minha oração a seu favor neste momento.

      Eu não vejo necessidade de você confessar o que ocorreu entre você e seu primo a mais ninguém, mas se for para tirar essa angústia a cada reunião de família, então confesse a seu pai em primeiro lugar e pergunte a ele como fazer como as demais pessoas. Talvez ele até se ofereça para contar, ele próprio, à sua mãe e à família, explicando que o que aconteceu foi no passado, antes de seu casamento. E mais, dizendo que, por ele, você já está perdoada.

      Isso poderá tirar todos os argumentos de seus primos que ficam lhe ameaçando contar caso você não concorde com as “brincadeiras de mau gosto” deles. Se seu pai ficar calado, seu marido poderá ir até eles e frente a frente dizer-lhes que já sabe de tudo, assim como seu pai também sabe e que se eles ficarem com essas ameaças, ele vai resolver com eles, de homem para homem.

      Quanto à sua avó, nessa insistência de campanhas, diz a ela que você já recebeu oração e que foi liberta. Que realmente havia “encosto bravo”, mas que já saiu, pelo poder do Nome de Jesus. Até agradeça a ela pelas orações, mas que você não vai mais necessitar de campanhas, a não ser que seu marido possa ir com você.

      Releve os desprezos sofridos por parte da mãe, tias, prima. Não vale a pena você sofrer por isso, porque, dentro em breve, você será sal e luz nessa família, em Nome de Jesus. O Senhor é misericordioso e há de transformar todo esse mal em bem.

      Curtir

Os comentários estão desativados.