Pedras ocultas no coração


 

Recentemente, minha esposa teve que fazer uma cirurgia de extração da vesícula.  Sua vesícula tinha muitas pedras e já não desempenhava sua função de liberação da bile para a digestão dos alimentos. Não havia outra saída médica a não ser a extração. No processo digestivo, o fígado, que é uma usina, produz a bile e a encaminha à vesícula para reserva. Na alimentação a vesícula libera gradualmente a bile armazenada para o intestino e assim a gordura do alimento é quebrada, facilitando a plena absorção do alimento.

Quando a vesícula pára de funcionar, além de causar constante mal estar a cada alimentação, pode provocar enjôo e até causar dores terríveis quando alguma pedra entope ou desce para o canal biliar. Em situações mais graves, pode causar também inflamação no pâncreas, o qual, por sua vez, pode vir a gerar a diabetes, cujas conseqüências, se não tratada, são a cegueira, impotência, gangrena nos membros inferiores, amputação e até a morte, em caso mais extremo.

Em nossa vida espiritual, da mesma forma, temos um ”coração” o qual é o reservatório de amor que é derramado em nós por Deus. Deus é a fonte do amor. A usina. O nosso coração é um reservatório. Quando um coração, por qualquer motivo, começa a produzir pedras, gradativamente perde sua capacidade máxima de armazenagem de amor, e, se alguma pedra insiste em sair, pode entupir o canal de saída do amor.

Sem possibilidade de saída do amor, tal como numa caixa-d’água, a pessoa não recebe porções novas de amor e com isso ela perde sua capacidade de amar, e pior, o que ela já possui reservado apodrece, causando mau cheiro, podridão. Tudo isso pode provocar nela um constante mal estar, um vazio, e até dores horríveis na alma por não poder expressar amor por ninguém.

Um coração impedido de amar pode vir a ficar cada dia pior, até se transformar totalmente em pedra. Nesses casos só há uma saída: a sua retirada total, substituindo-o por um novo. Só quando recebemos um coração novo, puro, é que podemos fazer a obra do Senhor, em amor, ensinando aos transgressores o bom caminho e levando-os à conversão. “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. .. Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti” (Sl 51:10,13).

Se você, amado de Deus, guarda mágoas contra alguém, não perdoa os que o ofenderam, é ingrato, vive murmurando ou tem inveja, cuidado, pois está acumulando pedras no coração. As conseqüências são horríveis. Um coração duro ou com as vias bloqueadas afeta diretamente a alma. Uma alma doente fica cega, é impotente para manifestar o fruto do Espírito Santo e, por outro lado, gera amargura, tristeza, angústia, ansiedade, medo, depressão. As conseqüências são um esfriamento espiritual, incredulidade, afastamento da congregação e, por fim, apostasia, que é a morte.

O ser humano foi feito para amar e ser amado. O amor é o ingrediente vital em qualquer relacionamento. O fruto do Espírito Santo só é fruto se for em amor. Ele só produz vida, tanto em nós, quanto nas pessoas de nosso relacionamento, se for em amor.

Deus é amor e Ele manda que amemos, para o nosso próprio bem. Ele deseja fluir o Seu amor a todos através de nós. “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (Jo 13:34,35).

É tempo de renovo na sua vida. É tempo de cirurgia. E só o médico dos médicos, Jesus, pode fazer isso. Deus quer fazer um transplante de coração em você. “Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne; para que andem nos meus estatutos, e guardem os meus juízos, e os executem; eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus” (Ez 11:19,20).

Peça a Deus que o examine agora, que sonde seu coração e veja tudo o que está trazendo dureza em seu coração. Deixe o Espírito Santo te revelar o mal que há em ti. Não resista ao diagnóstico.

Arrependa-se de seus pecados, aceite a realidade de que Cristo morreu pelos seus pecados, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia. Perdoe àquelas pessoas que o ofenderem, entristeceram ou trouxeram-lhe algum prejuízo. Passe a orar pelos que o perseguem ou injuriam. Bendiga aqueles a quem Deus concedeu os dons ou bens que você admira. Seja grato por tudo o que você tem, seja a família, o emprego, o estudo, bens. Louve a Deus por tudo.

Ore e peça a Deus que lhe conceda um novo coração, um coração puro, um coração alegre, grato, amoroso. Peça-lhe que lhe conceda, assim como a Davi, um coração que seja segundo o coração de Deus, e assim, você poderá não só amar a Deus com toda a sua força, alma, entendimento e coração, como também amar ao próximo sem reservas.

Que a graça e a paz do Senhor esteja contigo.

José Adelson de Noronha

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s