Um Marido Grosso


Pergunta:

 

Um casamento, não sendo de Deus, pode vir a ser? Mesmo um deles sabendo que temos que esperar em Deus? Pois já ouve o casamento. E agora? Amo meu marido e não quero separar-me mas ele é um grosso comigo, me faz chorar.  Ainda dá para  reverter esta situação? Me ajude. Lili

 

 

Resposta:

 

 

Lili, se o casamento, entre um homem e uma mulher, tiver sido feito diante de uma autoridade civil ou religiosa é válido. A primeira instituição que Deus estabeleceu para o homem e a mulher foi o casamento.

 

Há solução para você sim, mas dentro da obediência à Palavra de Deus. A solução nunca está na separação ou divórcio, pois isso é abominação para Deus. A pessoa que toma essa decisão está querendo resolver o problema por si só. Deus não está nela com ela. Mas a pessoa que crê em Deus e entrega o problema para Ele, pode descansar em paz.

 

A partir do momento em que você confessa ao Senhor o seu pecado de precipitação ao casar-se com um homem grosso e pede a Ele que resolva o problema para você, então é só aguardar, com paciência, a solução que virá dele. E pode ter certeza, será a melhor solução possível. “Bom é aguardar a salvação do Senhor, e isso, em silêncio” (Lm 3:26).

 

Filha, sua solução não está nos tribunais, mas no seu quarto. Sua solução está nos seus joelhos, em oração. Sua solução está em você viver o que a Bíblia Sagrada ensina a respeito do papel da mulher no lar.

 

“Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido  (se, porém, ela vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher.  Aos mais digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher incrédula, e esta consente em morar com ele, não a abandone;  e a mulher que tem marido incrédulo, e este consente em viver com ela, não deixe o marido.  Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos. Mas, se o descrente quiser apartar-se, que se aparte; em tais casos, não fica sujeito à servidão nem o irmão, nem a irmã; Deus vos tem chamado à paz” (1 Co 7:10-15).

 

“As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor;  porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido” (Ef 5:22-24).

 

Agora, procure também verificar seus próprios pecados. Arrependa-se deles e entregue sua vida ao Senhor, porque mesmo que seu marido não se converta e nem seja transformado, ainda assim você será bem-aventurada por ter seus pecados perdoados e sua salvação assegurada.

 

Que o Senhor lhe conceda sabedoria e paz no coração e no lar.

 

José Adelson de Noronha

 

58 opiniões sobre “Um Marido Grosso”

  1. Amados em Cristo,Pr. A está de volta para desmascarar Satanás, expor seus segredos mais ocultos e esclarecer as mentes dos incautos. Amados, minha esposa e eu demos uma palestra para cerca de sessenta casais no domingo e entre vários assuntos abordados falei sobre alguns tópicos como: a agenda da elite global para desestabilizar e destruir o maior número possivel de familias por todos os meios possíveis e imaginaveis, principalmente através da mídia maligna, numa verdadeira engenharia social, para colocar o povo e a familia como eles querem, ou seja casais se separando com ainda pouco tempo de casados, mulher mais velha querendo homem mais novo com a metade ou menos da idade dela, filhos crescendo desorientados e influenciados para o mal, tornando-se gays e lésbicas; ninguem querendo compromisso com ninguem; familias destruidas em todos os sentidos… tudo visando a redução populacional.pois anova geração sendo afetada também não constituirão familia, não terão filhos ou serão pais desfuncionais, ausentes e o ciclo perpetuará a destruiçao da familia, sua desfuncionalidade e desagregação…

    Curtir

    1. Na palavra Deus diz que abomina,detesta o divórcio pois quem paga um alto preço por isso são os filhos que terão marcas pelo resto da vida e perderão qualidade de vida e bem estar. O propósito original de Deus é que não houvesse divórcio mas por causa de traições por parte de mulheres foi permitido aos homens darem carta de divórcio a elas e mandarem elas ir embora de casa. Era proibido a mulher pedir divórcio na época da lei, isso era prerrogativa, direito apenas do homem, a mulher era pouco mais que uma escrava, quem advogou a causa da mulher e lhe deu nobreza para a época da graça foi Jesus pois entre muitas coisas disse que era absolutamente errado o que os judeus faziam: se separavam das suas mulheres quando elas ficavam mais velhas com o falso testemunho que tinham sido traídos e assim abandonavam suas companheiras de toda uma vida e se casavam de novo com mais de uma mulher, bem novinhas…

      Curtir

      1. Mesmo nos dias de Jesus, o divórcio era um assunto polemico entre os judeus. Havia dois posicionamentos, de dois destacados rabinos judeus sobre o divórcio: para o rabino Shamai que era fariseu e conservador, o único motivo para um homem largar sua mulher era o adultério, assim ele pregava mas não praticava pois se divorciou várias vezes, sempre se casando com mulheres mais novas alegando ter sido traído e muitos fariseus seguiram seu exemplo e foram duramente repreendidos por Jesus. Ele pregava o que não vivia e seu grupo também, dai fariseu veio a ser sinonimo de hipócrita…

        Curtir

        1. Para o rabino Hilel que era saduceu, um homem podia se divorciar de sua esposa por causa de qualquer coisa de menor importancia, qualquer aborrecimento que passasse por causa dela, por menor que fosse, ele podia pedir o divórcio alegando coisas banais como por exemplo, que sua esposa era richosa, que não sabia cozinhar direito, que não se cuidava, que deixava a desejar no sexo etc, etc. podia até alegar que que seu casamento estava desgastado e que se interessou por outra. A mulher jamais podia querer se separar do marido na sociedade judaica, quando queriam davam algum motivo para que o marido a dispensasse… JESUS FOI TACHATIVO FALANDO A ESSES DOIS GRUPOS DE JUDEUS CITANDO O QUE ESTÁ NA LEI: APENAS EM CASO DE TRAIÇÃO UM HOMEM PODIA SE DIVORCIAR DE SUA MULHER…

          Curtir

          1. Porém essas palavras de Jesus não devem ser entendidas ao pé da letra mas dentro desse contexto histórico, ou seja, HOJE EM DIA o divórcio somente deve ocorrer se houver de fato um motivo extremamente grave,que NO CASO era o adultério devidamente consumado e jamais por coisas banais como faziam os saduceus ou por falso testemunho de traição como faziam os fariseus. Essa fala de Jesus foi direcionada a homens, numa época em que a mulher não podia pedir divórcio e o que ele estava dizendo de fato era: ESTÁ NAS MÃOS DE VOCES HOMENS SE DIVORCIAREM OU NAO DE SUAS MULHERES E VOCES ESTÃO SE DIVORCIANDO POR MOTIVOS EGOÍSTAS E BANAIS, O HOMEM SÓ DEVE DISPENSAR SUA MULHER POR UM MOTIVO GRAVE QUE É A TRAIÇÃO. mas, e hoje que a mulher não é mais escrava do homem e pode escolher continuar casada ou não? A FALA DE JESUS NÃO FOI PARA AS MULHERES DAQUELA ÉPOCA E NEM PARA AS DE HOJE, FOI E É PARA HOMENS, É VÁLIDA PORTANTO PARA OS HOMENS AINDA HOJE, QUE NÃO DEVEM DEIXAR SUAS MULHERES POR COISAS BANAIS MAS SOMENTE POR CAUSA DA TRAIÇÃO OU COISAS PIORES, POIS HÁ COISAS PIORES QUE TRAIÇAO TANTO DA PARTE DO HOMEM QUANTO DA PARTE DA MULHER… JÁ ACONSELHEI UM MARIDO TRAIDO A NÃO SE SEPARAR POR CAUSA DOS FILHOS E POR QUE ELE AMAVA A ESPOSA, TUDO É MUITO RELATIVO, A PESSOA PODE E DEVE PERDOAR UMA TRAIÇÃO, DEVE PENSAR NOS FILHOS… TALVEZ A CULPA DE TER SIDO TRAIDO, TRAIDA PODE SER DO PRÓPRIO. MAS TRAZENDO PARA HOJE AS PALAVRAS DE JESUS, HOJE EM DIA QUE A MULHER TAMBEM PODE PEDIR DIVÓRCIO, O SENTIDO É: NÃO SE DIVORCIEM JAMAIS POR COISAS BANAIS, SOMENTE EM CASOS EXTREMOS…

            Curtir

  2. Não entendam errado as palavras desse pastor. Ele se refere a salvar um casamento que já está para acabar por culpa do homem e diz como a mulher deve agir nesse caso, com total base na bíblia. Se ela quizer salvar em vez de terminar de destruir seu casamento…

    Curtir

    1. Amado, você disse sim que a responsabilidade pelo sucesso do casamento é da mulher. Sinto muito, amado…mas está registrado aqui. E já lhe falei que você deve deixar o machismo de lado…Até demorou outra mulher notar…Não se ofenda, mas realmente não foi feliz nas suas palavra.

      Curtir

      1. Aliás, releia tudo o que escreveu e. verá que está de certo modo colocando a culpa da grosseria do marido na mulher…enfim…releia o que escreveu e tire suas conclusões…Se for coerente irá perceber que foi insensível em querer que a mulher sofra calada os maus tratos do marido…Tudo tem limite, amado.Submissão da mulher cristã, não significa que ela seja escrava das ordens e grosserias do marido ou que diante de agressões verbais ou fisicas deva se calar…Isso é equivoco.

        E não leve para o lado pessoal, mas realmente Nereide teve razão na sua indgnação.

        Curtir

        1. Amada, não torça as palavras desse homem de Deus! Se ele está errado então a Bíblia também está e é claro que ela não está! Perceba sua implicancia e tentativa de ir contra algo tão óbvio para simplesmente., ter razão! Leia e verá que ele se refere à ”ganhar” o marido o que significa que ele é um perdido, um grosso(como é o assunto da página!). Seja humilde e se retrate!

          Curtir

          1. Amado, quem tem que se retratar aqui é você, que ofendeu sim as mulheres com seu machismo. Em 1 Pedro 3.1, fala que a mulher que tenha marido não-crente, deve ganhá-lo para Cristo pelo comportamento, sem palavras. É dentro desse contexto que deve ser entendido o texto. Não está o texto dizendo que a mulher deve ser calada com um homem grosso de jeito nenhum. Está dizendo que um homem incrédulo pode ser ganho para Cristo vendo o testemunho de sua mulher.

            Não adianta por exemplo, uma mulher ficar dizendo ao marido insistentemente: “Vá a igreja, se não se converter irá para o inferno”. Isso mais aborrecerá o marido (que poderá tomar raiva de igreja e de crentes). Agora a Bíblia está falando sobre pregação para marido incrédulo (não marido grosso que agride a esposa verbalmente ou fisicamente).

            A mulher que permanecer calada apanhando do marido, está correndo risco de vida. Quantos casos há de mulheres que morrem diariamente por agressão do esposo?!

            Quem está distorcendo aqui a Bíblia e o que você mesmo disse anteriormente é você. Só faltava essa, no machismo característico querer que eu peça perdão a você pelo que eu disse!!! Faça-me o favor, irmão!

            Mais uma vez repito: nesse texto, fala orientando a mulher que tem marido NÃO SALVO ainda (não fala de marido agressor ou grosso, que fique claro)! O texto diz que é melhor ganhá-lo para Cristo com seu comportamento cristão, sábio. No texto não diz que a mulher deve se calar diante de maus tratos! Interprete direito o que lê na Bíblia, amado. Teu machismo é horrível. Eu como mulher jamais me dobrarei diante de comentários machistas como o seu e com interpretação bíblica equivocada! Você é que precisa de humildade para reconhecer que errou sim e deveria pedir desculpas às mulheres! Pense nisso!

            Curtir

            1. E mais uma coisa: pare de falar de si mesmo na terceira pessoa. Sabemos que você “Pastor A” é o “Pr Luciano”, então, pare de agir como se fosse outra pessoa defendendo esse homem! Misericórdia!

              Curtir

  3. Concordo com a irmã Cacau em tudo, apenas expuz algo que a palavra diz e passa despercebido pelas mulheres. Homem não aguenta mulher richoza e ficam até violentos ou querem sumir, vão para os braços da amante etc. etc. e a culpa é da mulher richoza! Mas ela não percebe…

    Curtir

  4. Amada, a grosseria de um homem para com sua mulher é sempre reativa, é uma reação à insubmissão dela, reação às suas cobranças, richas por coisas insignificantes, mal humor e falatório sem fim. Tanto isso é verdade que Deus diz na palavra que a mulher sábia edifica sua casa(casamento) mas a tola(a richoza.briguenta,murmuradora) destróe. Seja sábia,irmã, ganhe teu marido com teu jeito doce, meigo, calmo e ganhe ele calada! Pois é assim que a mulher salva seu casamento, sem falatório. 1 Pedro 3:1. A Biblia, que é inerrante coloca sobre a mulher a responsabilidade pelo sucesso do seu casamento. A Paz.

    Curtir

    1. É BEM FACIL PARA VCS PASTORES RESPONDEREM DESSA FORMA NÃO É MESMO? SÃO HOMENS INDEPENDENTE DE SEREM CRISTÃOS OU NÃO, NÃO PASSAM PELO QUE MUITAS MULHERES PASSAM NAS MÃOS DESSES MARIDOS PSICOPATAS , GROSSOS, ESTUPIDOS, MAL CRIADOS. AS MULHERES NÃO SÃO OBRIIGADAS A ATURAR ISSO INDEPENDENTE DELAS SEREM EVANGÉLICAS OU NÃO, DE SEGUIREM O QUE DIZ A BIBLIA OU NÃO…..QUEM ESCREVEU A BÍBLIA? DEUS….GARANTO QUE SE FOSSE DEUS ELE NÃO COLOCARIA QUE A MULHER DEVA SER SUBMISSA AO MARIDO E SUPORTAR TUDO CALADA

      Curtir

      1. Sim, mas era apenas a opinião pessoal dele. Pr. Luciano é/era muito grosseiro e controlador.
        Devemos ter equilíbrio em tudo na vida e todos nós temos nossos erros e acertos. Temos sim que exercer o amor e o perdão a cada dia.

        Curtir

        1. Nereide, deve ter lido a opinião de Pr Luciano…Ele é machista e eu já comentei aqui dizendo isso a ele, que ele deve maneirar no machismo.

          Se leu os comentários abaixo, verá que eu alertei uma irmã a ficar atenta e se preciso fosse, denunciasse o marido que a agredia verbalmente e fisicamente…

          Realmente, uma mulher independente de sua religião não precisa suportar maus tratos. Um abraço.

          Curtir

          1. Nereide, resolvi falar um pouco da submissão da mulher que está mencionado na Bíblia e é mal interpretado por muitos cristãos. A Bíblia é inspirada por Deus e é a Palavra de Deus. O que acontece é que muitos pegam versos isolados sem ler todo o contexto.

            A submissão da mulher cristã não deve ser entendida como uma escravidão, como uma anulação do papel da mulher diante de decisões, desejos…Não é nada disso!

            Vamos fazer uma comparação: assim como a Igreja deve ser submissa a Cristo, a mulher deve ser submissa ao marido, que é cabeça do lar. Agora vamos entender: Cristo impede que a Igreja tome decisões com Ele? Não. Jesus ama a Igreja. A mulher e o marido são uma só carne, isto envolve uma união em todos os sentidos, incluindo na tomada de decisões. A mulher pode sim junto com o marido tomar decisões, o que não deve é “passar por cima” do marido, tomando decisões sem consultá-lo, sem entrarem num acordo. E a submissão da mulher a que a Bíblia se refere, é aquela baseada no amor ao marido. Muitos homens machistas citam versículos sobre submissão feminina e agem autoritariamente com as mulheres, tomando decisões sem conversar com suas esposas, isso é errado e também pecado. A Bíblia é interessante quando recomenda que o marido ame a sua esposa como Cristo ama a Igreja, por que recomenda isso só ao homem? Porque a mulher ama mais facilmente, ela se doa mais fácil numa relação conjugal. A Bíblia recomenda à mulher que respeite o marido…vale lembrar que onde há amor há respeito. Se um marido for amoroso, gentil, a mulher conseguirá respeitá-lo. Agora homens grosseiros, que maltratam a mulher, com certeza a mulher será rebelde por ressentimentos ou submissa da maneira errada por medo das agressões do marido.

            Para um casamento dar certo é necessário empenho dos dois: marido e mulher. E ao contrário do que Pr Luciano disse, a responsabilidade para um casamento dar certo não é somente da mulher não. A responsabilidade é dos dois. Os dois têm que se respeitarem e amarem. É errado usar a Bíblia equivocadamente para apoiar o machismo e a submissão de modo errado. A submissão da mulher deve ser algo leve, voluntário e não tem nada a ver em se anular perante as vontades do marido. A mulher pode e deve participar das decisões junto com o marido, mas sem passar por cima do marido. Um abraço.

            Curtir

            1. No capítulo 5 de Efésios onde fala nos versículos 24 ao 30 sobre a submissão da mulher ao marido, que o marido deve amar a sua mulher como Cristo ama a sua Igreja, um pouco antes também está escrito algo que muitos fingem não entender…

              Vejamos: nos versículos 17 ao 21 diz: ” Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, SUJEITANDO-VOS UNS AOS OUTROS NO TEMOR DE CRISTO.”

              Coloquei em maiúsculas o último trecho, para destacar que os cristãos verdadeiros devem se sujeitar uns aos outros. Portanto, usar a Bíblia para promover o machismo, o autoritarismo desenfreado do marido para com sua esposa é errado.

              Maridos, amem suas esposas como a si mesmos, como Cristo ama sua Igreja, verão que as esposas se sentirão mais dispostas a serem submissas de acordo com a Bíblia (sem se anular, que fique claro). E as mulheres respeitem o marido, consequentemente, assim o marido terá confiança de dar espaço para juntos tomarem decisões, discutirem os desejos de ambos etc. Como dá para perceber: a responsabilidade para um casamento dar certo é dois dois: marido e mulher. Se ambos fizerem sua parte com amor e respeito, tudo fluirá certo. Quis esclarecer sobre a submissão, pois vejo que muitos homens distorcem os versos para poderem mandar sem escrúpulos e humilharem suas esposas e muitas mulheres se anulam nos desejos, decisões do lar porque não entendem o que é submissão na verdade. Abraço.

              Curtir

              1. Nereide, esclarecendo sobre o versículo que fala que as mulheres devem ficar caladas…Isso não se refere ao casamento, amada. Essa recomendação de Paulo em 1 Coríntios 14:34 que aparenta uma discriminação contra a mulher, não passava na verdade de respeito para com a cultura religiosa judaica da época (ver 1 Coríntios 9:20; 1 Tessalonicenses 5:22), não podendo ser considerada como universalmente normativa.

                O versículo 34 pode ser interpretado pelo 35: a proibição das mulheres interromperem o culto com perguntas que podiam ser feitas em casa. Em outros versos Paulo deixa claro quem em Corinto as mulheres oravam e profetizavam no culto público.

                Mais um esclarecimento, para não haver equívocos. A Bíblia, Nereide, se interpretada corretamente, sem preconceitos, é com certeza é o melhor manual para ser seguido pelos cristãos que querem crescer na graça e conhecimento de Deus. Não deixe de estudar a Bíblia, amada, irá se surpreender com a riqueza de detalhes e informações para ter uma comunhão maior com nosso Senhor Jesus Cristo.

                Deus lhe abençoe e grande abraço.

                Curtir

    1. Oi, Ilma. Você não explicou bem a situação, mas o divórcio deve ser evitado sempre que possível e apenas é permitido na Bíblia em caso de sexo ilícito (prostituição, adultério) de um dos cônjuges. E mesmo quando há adultério, o ideal seria a parte que errou, reconhecer seus erros, conversar e pedir perdão ao seu cônjuge. Confessar seu pecado e deixar no passado.

      Deus pode restaurar um casamento, então ore, busque a Deus. Infelizmente, você não explicou seu caso direito então, não tenho como dar meu parecer direito. Mas converse com seu marido, exponha para ele o que está te afligindo, quando se tem filhos no relacionamento , a separação machuca mais, pois envolve outras pessoas além dos dois. O diálogo é a melhor ferramenta para se chegar num acordo. Tente convidar seu marido para algum curso para casados, se na sua igreja houver…pode lhes ajudar. Que o Senhor visite teu lar e abençoe sua família.

      Um abraço.

      Curtir

  5. namorei por 5 anos me casei e estou casada a 16 anos meu marido é presbitero, e dentro da igreja é um homem exemplar amoroso e atencioso com todos quando saiumos dos cultos ele só de olhar ja me começa me agredir com palavras temos um filho e ele faz o mesmo com ele, ano passado eu li umas mensagens no facebook dele com uma moça que nao conheço onde ela pedia pra eles se encontrarem fui pergunta para ele sobre o assunto e ele simplesmente me agredido me bateu e alem disso me ameaçou com uma faca no pescoço, me calei nao contei para ninguém, entao essa agregação veio a se repetir sempre que ele se sentia ofendido me agredia, entao contei para o pastor da igreja ele conversou com meu esposo fez uma oraçao e foi embora, meu marido como presbitero e lider de um departamento continuou com o mesmo trabalho na igreja o pastor fez de tudo para que ninguem na igreja soubesse,meu marido continuou a me insultar e agredir voltei a falar com o pastor ele nao quis conversa conosco, então procurei meus cunhados para conversa com ele para que ele parece de me agredir foi tudo em vao, ele continua a me agredir e piorou muito ele sabe que o pastor nao ira fazer nada e eu nao tenho ninguém meus pais ja falecerão e eu nao tenho irmao somente tios distantes vivo presa dentro de casa ele nunca me deixou trabalhar nao tenho profisao estou com 39 anos e ontem ele me agrediu me xingou e me humilhou muito me disse que nao me ama que eu deveria morre pra ele viver em paz que ele quer se separar de mim porque estou velha e gorda e ele quer uma mulher diferente
    sempre fui carinhosa com ele nunca namorei nem fiquei com outro homem alem dele durante muitos anos ele me agredia e eu quem o procurava pra pedir perdao porque ele falava que me agredia por minha causa, só que eu cansei de um ano pra ca nao tenho mais vontade de ficar perto dele, de abraçar, beijar e se ele me agride eu ameaço de gritar para que os vizinhos escutem enao ele fica com medo do escândalo e se afasta de mim me ajude preciso de uma palavra cansei de ser humilhada por ele sendo que quando agente sai para algum lugar distante ele me xinga e me humilha em publico eu fico com vergonha e nao faço nada só choro
    estou tao cansada acabei com minha vida casei com um homem que eu pensava que era de Deus e hoje vivo desse jeito.

    Curtir

    1. Amada, provavelmente o irmão José Adelson, não poderá lhe responder, pois se encontra enfermo aguardando o diagnóstico da enfermidade para que possa fazer o tratamento mais eficaz. Ore por ele.

      Vou dar minha opinião: em primeiro lugar seu marido não deveria ser presbítero, nem ter cargo na igreja, já que não é convertido de verdade, já que lhe agride verbalmente e fisicamente. E o pastor da sua igreja ao acobertar o caso e não ajudar, está pecando feio também. Irmã, cuidado, porque muitas tragédias acontecem assim, começam com um xingamento, depois começam as ameaças e as agressões físicas… Não aceite essa situação calada não, não esconda de ninguém sua situação e se precisar denuncie seu marido. Cuidado, irmã, muitas mulheres até perdem a vida por causa de agressão, se ele já até colocou faca no seu pescoço, se ele perder a cabeça poderá desencadear uma verdadeira tragédia. procure alguém que possa lhe orientar melhor. Que Deus a livre dessa situação terrível, transforme seu marido em nova criatura e lhes abençoe. Ore pela conversão real de seu marido, ore sempre, mas enquanto isso, não aceite apanhar calada, não. Mulher nenhuma precisa se sujeitar a isso, não é porque você é cristã que tem que se sujeitar à humilhações em público e agressões.

      Curtir

        1. Também gostaria de ter notícias dessa irmã…caso a irmã leia os comentários aqui, se puder deixe notícia. Espero que as coisas tenham melhorado no teu lar e que teu marido esteja lhe tratando bem…Grande abraço.

          Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s