Um Marido Grosso


Pergunta:

 

Um casamento, não sendo de Deus, pode vir a ser? Mesmo um deles sabendo que temos que esperar em Deus? Pois já ouve o casamento. E agora? Amo meu marido e não quero separar-me mas ele é um grosso comigo, me faz chorar.  Ainda dá para  reverter esta situação? Me ajude. Lili

 

 

Resposta:

 

 

Lili, se o casamento, entre um homem e uma mulher, tiver sido feito diante de uma autoridade civil ou religiosa é válido. A primeira instituição que Deus estabeleceu para o homem e a mulher foi o casamento.

 

Há solução para você sim, mas dentro da obediência à Palavra de Deus. A solução nunca está na separação ou divórcio, pois isso é abominação para Deus. A pessoa que toma essa decisão está querendo resolver o problema por si só. Deus não está nela com ela. Mas a pessoa que crê em Deus e entrega o problema para Ele, pode descansar em paz.

 

A partir do momento em que você confessa ao Senhor o seu pecado de precipitação ao casar-se com um homem grosso e pede a Ele que resolva o problema para você, então é só aguardar, com paciência, a solução que virá dele. E pode ter certeza, será a melhor solução possível. “Bom é aguardar a salvação do Senhor, e isso, em silêncio” (Lm 3:26).

 

Filha, sua solução não está nos tribunais, mas no seu quarto. Sua solução está nos seus joelhos, em oração. Sua solução está em você viver o que a Bíblia Sagrada ensina a respeito do papel da mulher no lar.

 

“Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido  (se, porém, ela vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher.  Aos mais digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher incrédula, e esta consente em morar com ele, não a abandone;  e a mulher que tem marido incrédulo, e este consente em viver com ela, não deixe o marido.  Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos. Mas, se o descrente quiser apartar-se, que se aparte; em tais casos, não fica sujeito à servidão nem o irmão, nem a irmã; Deus vos tem chamado à paz” (1 Co 7:10-15).

 

“As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor;  porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido” (Ef 5:22-24).

 

Agora, procure também verificar seus próprios pecados. Arrependa-se deles e entregue sua vida ao Senhor, porque mesmo que seu marido não se converta e nem seja transformado, ainda assim você será bem-aventurada por ter seus pecados perdoados e sua salvação assegurada.

 

Que o Senhor lhe conceda sabedoria e paz no coração e no lar.

 

José Adelson de Noronha

 

33 opiniões sobre “Um Marido Grosso”

  1. namorei por 5 anos me casei e estou casada a 16 anos meu marido é presbitero, e dentro da igreja é um homem exemplar amoroso e atencioso com todos quando saiumos dos cultos ele só de olhar ja me começa me agredir com palavras temos um filho e ele faz o mesmo com ele, ano passado eu li umas mensagens no facebook dele com uma moça que nao conheço onde ela pedia pra eles se encontrarem fui pergunta para ele sobre o assunto e ele simplesmente me agredido me bateu e alem disso me ameaçou com uma faca no pescoço, me calei nao contei para ninguém, entao essa agregação veio a se repetir sempre que ele se sentia ofendido me agredia, entao contei para o pastor da igreja ele conversou com meu esposo fez uma oraçao e foi embora, meu marido como presbitero e lider de um departamento continuou com o mesmo trabalho na igreja o pastor fez de tudo para que ninguem na igreja soubesse,meu marido continuou a me insultar e agredir voltei a falar com o pastor ele nao quis conversa conosco, então procurei meus cunhados para conversa com ele para que ele parece de me agredir foi tudo em vao, ele continua a me agredir e piorou muito ele sabe que o pastor nao ira fazer nada e eu nao tenho ninguém meus pais ja falecerão e eu nao tenho irmao somente tios distantes vivo presa dentro de casa ele nunca me deixou trabalhar nao tenho profisao estou com 39 anos e ontem ele me agrediu me xingou e me humilhou muito me disse que nao me ama que eu deveria morre pra ele viver em paz que ele quer se separar de mim porque estou velha e gorda e ele quer uma mulher diferente
    sempre fui carinhosa com ele nunca namorei nem fiquei com outro homem alem dele durante muitos anos ele me agredia e eu quem o procurava pra pedir perdao porque ele falava que me agredia por minha causa, só que eu cansei de um ano pra ca nao tenho mais vontade de ficar perto dele, de abraçar, beijar e se ele me agride eu ameaço de gritar para que os vizinhos escutem enao ele fica com medo do escândalo e se afasta de mim me ajude preciso de uma palavra cansei de ser humilhada por ele sendo que quando agente sai para algum lugar distante ele me xinga e me humilha em publico eu fico com vergonha e nao faço nada só choro
    estou tao cansada acabei com minha vida casei com um homem que eu pensava que era de Deus e hoje vivo desse jeito.

    Curtir

    1. Amada, provavelmente o irmão José Adelson, não poderá lhe responder, pois se encontra enfermo aguardando o diagnóstico da enfermidade para que possa fazer o tratamento mais eficaz. Ore por ele.

      Vou dar minha opinião: em primeiro lugar seu marido não deveria ser presbítero, nem ter cargo na igreja, já que não é convertido de verdade, já que lhe agride verbalmente e fisicamente. E o pastor da sua igreja ao acobertar o caso e não ajudar, está pecando feio também. Irmã, cuidado, porque muitas tragédias acontecem assim, começam com um xingamento, depois começam as ameaças e as agressões físicas… Não aceite essa situação calada não, não esconda de ninguém sua situação e se precisar denuncie seu marido. Cuidado, irmã, muitas mulheres até perdem a vida por causa de agressão, se ele já até colocou faca no seu pescoço, se ele perder a cabeça poderá desencadear uma verdadeira tragédia. procure alguém que possa lhe orientar melhor. Que Deus a livre dessa situação terrível, transforme seu marido em nova criatura e lhes abençoe. Ore pela conversão real de seu marido, ore sempre, mas enquanto isso, não aceite apanhar calada, não. Mulher nenhuma precisa se sujeitar a isso, não é porque você é cristã que tem que se sujeitar à humilhações em público e agressões.

      Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s