A Falsidade das Pessoas


 José Mateus

www.reavivamentos.com

   

1. “Os teus olhos olhem para a frente e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti”, Pv 4:25. Ou as pessoas são falsas quando dão voltas e mais voltas, ou se tornam falsas quando as dão evitando serem diretos, cumpridores, simples e mansos com toda naturalidade. Ou, por vezes, as coisas são ‘boas’ ou ‘más’ para nós dependendo de quem as recebemos, isto é: se vem de alguém de quem gostamos, dizemos que é boa ainda que seja ruim; e caso venha de uma pessoa desagradável, dizemos que não presta ainda que seja algo bom. Você é sincero ou julga consoante as pessoas e as circunstâncias à volta dos seus interesses pessoais? Você altera a verdade dependendo de quem vai ouvi-la ou dependendo do seu estado de coração? Altera sua forma de ouvir, dependendo de quem vai falar? 

2. “O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem sabem em que tropeçam”, Pv 4:19. Tal qual os ímpios não conseguem ver em que tropeçam, muitas vezes, os puros ‘esquecem’ ou ignoram aquilo que os mantém em pé por se haverem habituado a uma vida nos caminhos de Deus. Você tem realmente noção que se mantém em pé por Jesus e somente por Ele? Ou já se habituou demais a andar em pé, tanto que perdeu a noção de que é segurado e assegurado por Deus?