O Justo Diante do Ímpio


 

José Mateus

www.reavivamentos.com

 

 

1. Sabemos que existe aquela obra para que algo se possa tornar fácil em ocasiões futuras para quem souber beneficiar dela. O agricultor trabalha muito no campo para que, quem não trabalha no campo, possa obter o pão de forma fácil; o evangelho tem seus pioneiros para que a verdade esteja disponível e se torne de fácil acesso para muitos. Contudo, muitos daqueles que sofrem desejam que os outros sofram também (como eles) e ainda pregam que esse é o caminho apenas porque passaram por ele. Não nos deixemos enganar por sentimentos mesquinhos e por enganos fáceis. “Um é o que semeia e outro o que ceifa”, João 4:35.

 

2. Muitos aproveitam-se do evangelho para brilhar e depois ainda cantam: “Brilha Jesus”. Falsidade! “A busca da própria glória não é glória”, Pv 25:27.

 

3. “Como fonte turvada e manancial poluído, assim é o justo que cede diante do ímpio”, Pv 25:26. Existem muitas maneiras de ceder diante de um ímpio. Podemos, por exemplo, envergonharmo-nos da verdade e da sinceridade e logo aí o ímpio conseguiu aquilo para que existe; podemos ficar impacientes como se o ímpio fosse forte em alguma coisa; podemos perder a calma como se Deus estivesse contra nós e a favor do ímpio; etc. Na verdade, existe uma infinidade de maneiras de cedermos perante a impiedade. “Não vos deixeis enganar!”