Promessas de Deus e a Esperança Ativa


 

José Mateus

www.reavivamentos.com

 

 

1. Quando Deus faz uma promessa é porque as condições que susterão essa promessa e das quais se manterá firme quando cumprida ainda não estão criadas ou não existem. Por essa razão Deus só promete – ainda. Por isso, quando existem promessas, devemos trabalhar para a criação de tudo aquilo que sustentará o que Deus promete. Por exemplo: se Deus nos promete um filho, devemos trabalhar para um casamento saudável onde Deus é glorificado e onde o filho possa obter um exemplo de temor e de vida prática; se Deus nos promete uma fonte de rendimento, devemos trabalhar para nos tornarmos isentos de avareza e preocupações sonhadoras ainda enquanto é promessa.

 

2. Nunca subestimem a palavra de qualquer pessoa que haja passado por provações e as tenha vencido. Suas palavras fazem sentido para o céu. A carne já não se expressa nelas, o pecado não se revê no que diz, os motivos foram moldados e a aprovação de Deus pode ir de grande a ilimitada, dependendo do que faltar concluir no coração.