Casar-se ou ajudar a mãe?


Pergunta:  

Tenho 23 anos e sou noiva. Deus nos abençoou com a compra de nosso apartamento e de quase todos os móveis. Mas, na verdade nós praticamente moramos juntos, pois eu fico na casa dele, vivendo como casal. Conhecemos a Palavra, embora sem freqüentar igreja. Apenas visito. Sei que sou toda errada, mas Deus me abençoou muito assim mesmo. 

O problema é que minha mãe depende de mim e minha irmã pra tudo, pois ela não tem como sustentar-se. E ela não faz nada para resolver sua situação e ainda, por cima, tem um namorado que já me deu muitos problemas. Isso está trazendo vários problemas pro meu relacionamento, além das dividas e adiamento nas obras nosso apartamento. 

Queremos casar e não temos como. Esperamos há muito tempo por essa vitória e não sabemos o que fazer. Estamos desgastados, estressados, sem gosto nem de ir no apartamento. Não tenho ânimo de ir trabalhar e tenho medo disso acabar com nosso amor. O que devo fazer? 

Conheço Deus e sei que Ele é maior que tudo isso, mas às vezes me sinto fraca, com vontade de desistir de tudo. Mas o que mais me atormenta é a idéia de estar sendo injusta com minha mãe, em achar que ela está atrapalhando meus sonhos. Devo mesmo ajudá-la e deixar pra depois meus sonhos? É um dilema: se tenho algo hoje foi porque ela e meu pai me permitiram e me educaram. Se ajudá-la fico sem casar. Se não ajudá-la ela não tem como sustentar-se, e aí, o que será dela? Ela também conhece a Palavra, mas não se firma e nem vai à Igreja. 

Me dê um conselho. O que devo fazer? Não quero ter que escolher entre minha mãe e o homem que amo. Deus colocou esse homem no meu caminho e ele é maravilhoso pra mim. Me ajude!

 

Resposta:  

Olha filha, realmente os filhos devem ajudar na manutenção dos pais, porém com sabedoria e dentro da sua realidade. 

Você pode escolher entre duas opções: 

1) Casar e morar com sua mãe e irmã, enquanto ela não consegue um trabalho ou serviços avulsos. Com isso a despesa de vocês ficaria restrita a uma casa somente. Há o ditado popular que diz: onde comem 3, comem 4. Enquanto vocês estiverem morando juntos, seu apartamento poderá ser alugado, gerando uma renda extra; 

2) Estabelecer um valor mensal para sua mãe, deixando a cargo dela administrar as despesas dentro da realidade dela. Isso a forçaria a buscar uma renda complementar, por meio de serviços avulsos ou emprego. 

O que não pode é vocês continuarem nessa vida de “casados” e em sofrimento, pois Satanás pega essas coisas para trazer confusão no relacionamento. 

Que o Senhor lhe conceda sabedoria e libertação do pecado e da culpa. 

“E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo” (Rm 15:13) 

José Adelson de Noronha