Resgate dos mineiros no Chile e o Evangelho da Salvação


Alberto de Andrade S. Jr

Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual perseverais; por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão. Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as escrituras. (1 Co 15:1-4)

 

Jesus disse, a respeito do final dos tempos, que era necessário discernir os sinais. Alguns destes sinais, foram narrados por Jesus em Mateus cap. 24. E um dos sinais que antecederia o “fim”, é que o Evangelho seria pregado por todo mundo, para testemunho de todas as nações. E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim (Mt 24:14). 

Parafraseando, podemos dizer que o Evangelho seria pregado para que todo o mundo, todas as nações, testemunhassem. Foi o que ocorreu no evento do Chile, que mobilizou a mídia mundial. O mundo inteiro acompanhou o resgate dos 33 mineiros.

Mas o que mais impressiona nestes acontecimento, é que Deus estava anunciando, mais uma vez, de forma muito clara, o Evangelho da salvação. E o ponto central desta boa nova, Jesus Cristo, o Salvador.

  

Cronologia do sinal de Deus para humanidade, anunciado através do soterramento de 33 mineiros no Chile – ano 2010

 

1) Estavam na luz mas se afastaram da luz, assim como o homem que foi  criado para viver em comunhão com Deus, ou seja, na luz, mas escolheu se afastar da luz, aprofundando-se nas trevas.

 a – Estavam em busca de riquezas (a mina era de ouro e cobre) – Analogia: um dos maiores motivos dos homens se afastarem de Deus é a busca pelas riquezas deste mundo. Se esquecem assim da verdadeira riqueza.

b – Para encontrar estas “riquezas” se afastavam cada vez mais da luz e aprofundaram-se nas trevas. Esta não é uma boa obra. É uma obra má.

 Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma  (1 Jo 1:5). 

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más (Jo 3:19).

  

2) Os mineiros desciam em “Z” = Um abismo, chama outro abismo (Sl 42:7a).  Um pecado leva a outro pecado.

 

3) Quando os mineiros estavam a pouco mais de 600m de profundidade, houve o desmoronamento. 

Analogia: os mineiros foram separados definitivamente da luz. Deus é luz (1 Jo 1: 5). A humanidade está separada de Deus pelo pecado.

  Is 59: 1-2 – Separados de Deus

  Ef 2:1b – Mortos, separados por nossos delitos e pecados. 

A lei torna o pecado manifesto.  Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não teria conhecido o pecado, senão por intermédio da lei (Rm 7:7a);

A lei é composta por pouco mais de 600 mandamentos e ordenanças. O homem sem Deus está debaixo da lei = parafraseando Rm 6:14 temos: O pecado terá domínio sobre vós, pois estais debaixo da lei.

Portanto, assim como os mineiros estavam a pouco mais de 600m quando foram soterrados, assim a humanidade está separada de Deus e está debaixo da lei, a qual é composta de pouco mais de 600 mandamento e ordenanças , que tornam o pecado manifesto.

 

4) A palavra foi enviada para eles = matéria abaixo – fonte Veja – (os mineiros receberam 33 bíblias):

– Sl 107: 20 – Enviou-lhes a sua palavra, e os sarou, e os livrou do que lhes era mortal; 

– Sl 119:105 – Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos;

– Is 9:2 – O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz;

 

5) Toda provisão vinha de cima através de uma sonda.

 Quando o povo de Deus estava no deserto, era alimentado por um maná que vinha do céu. Deus deu-lhes a comer pão do céu(Jo 6:31b). Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto (Tg 1:17a). O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.  (Jo 3: 27) 

 

6) Almoçavam e oravam. 

Rotina dos mineiros – segundo  Veja-on line:

07h e 30minAcordam, fazem a higiene, tomam café da manhã, escrevem cartas e terminam de montar as camas que estão chegando
12h Almoço
13hOração em grupo
17h Lanche da tarde
20hJantar 

E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações (At 2:42).

 

7) Para resgatar os mineiros foi feito um buraco de pouco mais de 600m. O homem pecador está debaixo da Lei, que tem pouco mais de 600 mandamentos e ordenanças.

 Porém, antes do resgate, foram enviados seis socorristas para trabalharem em favor dos mineiros, ajudando-os em tudo durante o resgate.

 Analogia:  Referindo-se aos anjos está escrito: Não são todos eles espíritos ministradores, enviados para serviço a favor dos que hão de herdar a salvação?” (Hb 1: 14).

E até mesmo o número de socorristas enviados para o trabalho é igual ao número bíblico que refere-se a trabalho:  Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra (Ex 20: 9).

 

8 – Certamente quando chegou a hora de cada mineiro entrar na cápsula, aquilo foi para eles um desafio, pois a porta da cápsula era estreita e o caminho que ela ia percorrer era muito apertado, eram 66cm de diâmetro.

No caminho também eles não iriam ver nada. Tinham que entrar pela porta da cápsula e crer que iam ser salvos.

Chegamos a um ponto em que Deus estava bradando para toda a humanidade.

Aqueles homens estavam praticamente mortos, nas trevas, em um buraco, quente, sujo, úmido. Perdidos nas mais densas trevas!

 

De repente chega uma cápsula, com uma porta estreita. 

Jesus disse: Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo  (Jo 10:9);

 Ele também disse: Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela),  porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida” (Mt 7: 13,14a);

E mais uma vez Ele diz: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14:6).  Ninguém naquele abismo seria salvo se não passasse pela porta da cápsula.

Analogia: aquela cápsula, representava Jesus Cristo!

O caminho por onde a cápsula ia passar, conforme noticiado, tinha 66cm de diâmetro.

A Bíblia, palavra de Deus, tem 66 livros. A Palavra que é o caminho para o homem encontrar-se com o Deus que é Luz.

A cápsula transportou um de cada vez.

Analogia: Deus nos trata individualmente, a salvação é individual. Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus. (Rm 14: 12a)

 

9) Se alguém perguntasse a algum mineiro, logo que chegou lá em cima, como foi que ele foi salvo certamente poderia dizer: “Esta cápsula me tirou das trevas”

Analogia: Ele (Jesus) nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor (Cl 1:13); Deus é Luz, como vimos em 1 Jo 1:5.

Aquela cápsula, de porta estreita, passando por um caminho apertado, transportou cada um daqueles 33 homens das trevas para a luz. Assim como Jesus, que é a porta estreita e o caminho apertado que nos transporta até Deus.

E para que todos saibam que Deus falou ao mundo neste episódio, foram resgatados 33 homens, e 33 foram os anos que o Salvador pisou nesta terra.

Paz em nome de Cristo. 

Glórias sejam dadas ao Espírito Santo de Deus!

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s