O perigo da Dúvida


Myriam Rebuzzi

 

“O que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento” (Tiago 1:6)

 

Com tantas promessas não cumpridas, com tantas esperanças vãs, chegamos a duvidar de tudo e de todos. O que se falou ontem não serve para hoje. O ontem passou. Já não existe. O que deveria ter sido feito não foi e o que se promete hoje também não será.

 

Dúvidas, dúvidas. Em quem acreditar?

 

O que devemos fazer? Dentro de nós ficam remoendo as dúvidas. Se seguirmos por aquele caminho, onde iremos parar? E se formos para o outro lado, será que encontraremos o que procuramos? Nada é seguro, nada é confiável, mas ainda há esperança. Confie em Deus.

 

“Porque a palavra do Senhor é reta e todo o seu proceder fiel” (Salmos 33:4). N’Ele a gente pode confiar, sem dúvidas, sem receio de sermos enganados, desde que estejamos dispostos a obedecer-lhe. “Se guardares todos os meus mandamentos, andando  neles, cumprirei para contigo a minha palavra” (I Reis 6:12).

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s