Jugo Desigual em Sociedade


Pergunta: 

Bom dia José Adelson! 

Eu e minha esposa conhecemos Jesus e nos convertermos há uns 5 anos;  temos buscado o conhecimento da Palavra e dos ensinamentos de Deus e nos deparamos hoje com uma situação delicada: o Jugo Desigual nos negócios. 

Tenho uma empresa com 13 anos de mercado, meu irmão de sangue trabalha nela comigo há 11 anos e hoje devido ao crescimento da empresa e o trabalho dele, somos sócios nela. Ele não faz parte no contrato social, ainda tem carteira assinada na empresa (mas somos sócios 50% para cada um), mas está chegando a hora de formalizarmos esta sociedade (conforme eu já havia me comprometido a fazer com ele); fazer a alteração contratual colocando ele como sócio. Só que ele não é evangélico; é católico praticante. 

Então estou na seguinte situação: temos um ótimo relacionamento pessoal, temos um ótimo relacionamento na empresa, a empresa é prospera, ele acredita em Deus, é uma pessoa honesta, já tem uma família constituída tem um bom coração, ajuda as pessoas, mas não é evangélico. Já apresentei o plano de salvação para ele mas o Espírito Santo ainda não tocou no coração dele. Então minha duvida é esta? Se formalizarmos a sociedade em contrato, vou estar em jugo desigual e estarei sujeito às consequências? E quais poderiam ser estas consequências? 

O que mais me confunde é o fato dele não ser cristão, mas ser meu irmão em sangue; portanto conheço a índole dele, e sei que mais cedo ou mais tarde o Espírito Santo vai agir na vida dele assim como agiu na minha. 

Segundo caso:

Tenho uma outra empresa com dois anos de existência; nessa empresa eu e minha esposa somos sócios do irmão dela e de sua esposa. Ele é católico não praticante, e a esposa dele é evangélica, foi batizada aos 11 anos, mas anda meio afastada da igreja, vai muito pouco aos cultos, mas quando vai os dois vão juntos. 

O contato social é feito entre eu e o irmão da minha esposa que não é evangélico, também já apresentei o plano de salvação para eles e espero a obra do Espírito Santo. Quando abrimos esta empresa eu já tinha me convertido, mas não em preocupava com o jugo desigual, mas hoje tenho me preocupado. 

Terceiro caso:

Tinha uma sociedade com um amigo de muitos anos do mundo, não formal, que estava crescendo; também apresentei o plano de salvação para ele e ele foi o que mais se mostrou aberto a receber o Espírito Santo, mas não vi mudanças na vida dele e mesmo o negocio indo bem, crescendo, não estava em paz com a sociedade. 

Então um belo dia conversando com um amigo resolvi tomar um rumo na minha vida e resolver estas 3 questões de jugo desigual, e senti o Espírito Santo mexendo comigo para resolver a situação, e sai decidido a dar fim nas 3 sociedades, ou comprar ou vender minha parte. 

Com meu amigo já foi resolvido sem problema, desfizemos a sociedade de forma amigável sem problemas, sem inimizades e com paz no coração. Vendi minha parte para ele e foi bom para ambos, pois ele ficou com um ótimo negocio, por um preço justo, e eu me senti muito tranquilo e em paz pela decisão. 

Mas com meu irmão e com o irmão da minha esposa, eu e minha esposa não estamos muito à vontade, não estamos com paz no coração, pelo fato de conhecermos a fundo a índole deles, e pelo fato de nos darmos super bem, e pelo fato dos laços de sangue. 

Gostaria de uma orientação e um esclarecimento sobre jugo desigual. Anderson

 

Resposta:

Anderson, a paz do Senhor Jesus esteja em seu coração e de sua esposa.

Irmão, você está corretíssimo em preocupar-se com o jugo desigual nos negócios, pois realmente não é fácil um querer andar num caminho e o sócio, noutro caminho. Nosso caminho é Jesus e quem não anda por ele, estando no mesmo jugo que nós, mais dia, menos dia, desejará andar por caminhos contrários à vontade do Senhor. Sociedade boa e segura mesmo é só com a esposa, pois ela é baseada numa sociedade maior, que é o casamento.

Os empresários que temem a Deus certamente desejam cumprir todas as leis que regem uma empresa, como por exemplo, recolher os impostos corretamente, pagar todos os encargos trabalhistas, cumprir todos os compromissos assumidos com os clientes, etc.. Não é o fato de ser evangélico que garante isso, pois, infelizmente existem muitos (muitos mesmo) empresários evangélicos que não cumprem todas as leis civis, tributárias ou trabalhistas. Por outro lado, existem muitos empresários “não evangélicos” que cumprem rigorosamente todas essas leis.

Então, o jugo desigual não está ligado a religião, mas ao temor do Senhor no coração da pessoa. Seu irmão e cunhado têm demonstrado temor a Deus? Têm sido leais na sociedade? São transparentes com você nos negócios? Eles andam em acordo com você nas decisões tomadas? Se sim, não há razão para preocupar-se. Pelo menos no momento.

Se no futuro você observar sinais contraditórios entre seu modo de pensar e agir e os deles, aí então sim, é tempo de você orar e pensar numa eventual dissolução da sociedade, como fez com aquela terceira empresa. Mesmo que cedendo sua parte ao sócio.

Outra coisa boa também é que, permanecendo num bom relacionamento com seu irmão e cunhado, você poderá continuar ministrando o plano de salvação para eles e famílias, poderá continuar dando bom testemunho de vida cristã e de amor ao próximo. No convívio com você e sua esposa eles serão abençoados também.

Por isso, irmão, continue orando ao Senhor e só tome decisão quando tiver paz no coração. Eu oro para que o Senhor lhe conceda sabedoria e discernimento de perigos e também para que o Senhor lhe guarde de todo mal, em Nome de Jesus.

José Adelson de Noronha

2 comentários em “Jugo Desigual em Sociedade”

  1. Caro Franklin, muitos negócios não são abençoados por colocarem o homem em primeiro lugar e só bem após vêm Jesus (Deus) e nisso acontecem confusões contratuais e muitas vezes financeiras. Minha sincera opinião!

    Curtir

  2. Eu sou de uma empresa, que é comandado por um casal, ele evangélico não-praticante e ela evangélica há mais tempo teoricamente praticante e depois de ler a matéria acima, conclui que esses meus patrões formam, sem julgamentos de minha parte, um “jugo desigual”, pois a mulher é evangélica bem mais tempo e o homem não partilha de religiosidades e por vezes escarnece do Reino do Senhor, agora, acredito que o coração do marido está sendo trabalhado por Deus e uma certa vez ele me disse que tudo ele fazia dava certo, pois ele fazia tudo com amor, senti um pouco de ilusão no dizer dele, agora é uma pessoa humana maravilhosa e creio que Jesus já está entrando na vida dele através de alguma visita mesmo esporádica que ele fez a Igreja, falta só mais valorização financeira aos funcionários dessa empresa, me incluo aí, sei que tudo vai acontecer na hora certa, como diz em certo versículo do livro de eclesiastes: tudo têm o momento certo de acontecer, o tempo de Deus.iNTERCEDAM por mim, orem por esse casal que são maravilhosos para mim, quando esta firma estiver bem próspera será para felicidade de todos, sem distinção. Abraço. Na paz do Senhor!

    Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s