Doutrinas Divergentes Entre o Casal


cruz e as familias

PERGUNTA 

Preciso de uma orientação, pois eu e meu marido somos de diferentes denominações. Ele é membro da igreja exército da salvação, a qual, por sua vez não realiza o batismo e nem a santa ceia, pois acreditam que são apenas rituais e que não levam à salvação. Após o meu casamento comecei a frequentar esta igreja, até que questionei sobre a santa ceia, e fui informada que o “General”, o pastor presidente proibiu, conforme os motivos citados. Tento conversar com o meu marido, mas ele não aceita. Brigamos várias vezes e me fala que a igreja que eu frequento (Assembléia de Deus) cria regras, rituais e doutrinas. Já não sei mais o que faço, porém me recuso a fazer parte desta igreja. 

Aguardo resposta. Obrigada! Thamires

 

RESPOSTA 

Filha, realmente a salvação é exclusivamente pala Graça de Deus! Nada que fizermos pode acrescentar algo à salvação, a qual já foi estendida a toda a humanidade, lá na cruz do Calvário. Jesus disse: “está consumado” e em seguida entregou o seu espírito ao Pai. E a prova disso é que aquele ladrão, crucificado lado de Jesus, recebeu a salvação sem ter tomado a Ceia e nem mesmo se batizado. 

Quem então não se salva? Quem não crê que Jesus já pagou pelos seus pecados. Quem continua querendo fazer algo para acrescentar méritos junto ao Pai e assim ser salvo por boas obras, por mérito próprio. Essas pessoas anulam o sacrifício de Jesus e por isso não recebem o perdão de seus pecados, pois julgam-se santas e justas. 

Mas quem confessa-se pecador, injusto, impuro e crê no sacrifício de Jesus a seu favor, esse recebe a Graça de Deus e é salvo. 

Nós devemos nos batizar sim, mas não para salvação. O batismo é um memorial da resolução que tomamos de “morrer para o mundo” e renascer em Cristo. O batismo é uma confissão pública de que somos pecadores e necessitamos do sacrifício de Cristo a nosso favor. Por isso o batismo é tão importante na vida do cristão. 

Devemos também celebrar a Ceia, pois ela é também um memorial, isto é, uma lembrança do sacrifício de Jesus na cruz do Calvário. A Ceia não nos deixa esquecer o tão grande amor de Jesus por nós, a ponto de dar o Seu corpo e o Seu sangue por nós. Por isso o pão e o vinho. Não há nada de místico no pão e no vinho (suco de uva) que tomamos na Ceia. É apenas um memorial de que somos pecadores sim, mas que Deus nos amou assim mesmo. 

Se seu marido não crê assim, paciência. Deixe-o na sua fé, nas suas doutrinas. Apenas ore por ele, mas não o force a nada. Peça-lhe apenas que permita que você congregue na igreja de sua preferência, que é onde você se fortalecerá espiritualmente, inclusive para ser uma boa esposa, uma boa dona de casa. 

Que a graça e a paz do Senhor Jesus esteja com você e em seu lar, seu casamento seja harmonioso e em união, é minha oração a seu favor.

José Adelson de Noronha

2 opiniões sobre “Doutrinas Divergentes Entre o Casal”

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s