O Crente Carnal


1.   Às vezes, o que conta não é se Deus disse algo que consideramos importante quando nos fala. O que conta não é que a coisa seja importante, mas, que quem falou é importante. A importância existe por causa de quem falou. Por essa razão respeitamos tudo o que disse, seja o assunto de maior ou de menor importância. A obediência tem o mesmo valor nas coisas pequenas ou nas de grande importância.

2.   Quem escala uma montanha concentra-se em não escorregar em pedrinhas, em não em encalhar nas rochas grandes. Não se concentra na montanha, mas, em seu caminho e nas coisas pequenas nas quais pode escorregar ou tropeçar. As coisas pequenas e os detalhes são as coisas mais perigosas da montanha. O mesmo acontece num caminho estreito e apertado.

3.   A carnalidade não sabe o que é a espiritualidade. Mas, os que andam no Espírito sabem o que é a carnalidade. A verdade é que, apenas a espiritualidade conhece a diferença entre Espírito e carne. Isto quer dizer que a carnalidade não tem conhecimento do Espírito e, consequentemente, não tem nenhuma noção do que é que o Espírito considera carne de forma prática. Se a carne não sabe o que é espiritual, também não sabe o que é carnal. Isto explica porque razão muitos se justificam e se defendem quando são carnais, pois, acham-se justificados quando a Bíblia afirma que “aquele que está morto está justificado do pecado”,Rom.6:7. Dizem que lêem as suas Bíblias, que oram, que são crentes e tudo mais, mas, continuam com a carne viva. A carne não morreu. Usam essa crença (de que são crentes) como razão para não se converterem genuinamente. Na verdade, aquilo que acham ser razões, aos olhos de Deus não passam de desculpas de quem não crê quando Deus diz que é carnal. Deus é Espírito e vê a carne, mas, a carne não vê a diferença porque não é Espírito. Por essa razão lemos que, “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”, 1 Cor.2:14. Na verdade, é muito difícil converter um crente carnal e muito mais difícil convencê-lo que ainda não está convertido. Nunca vi um crente carnal ouvir a verdade sem responder assim: “Não me pode julgar! É pecado julgar-me!” 

José Mateus

www.reavivamentos.com

2 comentários em “O Crente Carnal”

  1. Olá irmão amado, José Anderson, esse discernimento que o E.Santo te deu é a profunda verdade, essas pessoas estão em volta de nós , e quão difícil é elas entenderem esta diferença entre o espiritual e o carnal. Até o próximo encontro.

    Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s