Ovelha Negra na Família


Pr. Paulo Augusto Angelo

O primeiro plano de Deus para o homem chama-se família. Muitas vezes, buscamos tantas outras coisas e deixamos de lado essa função abençoada por Deus. A missão primordial do pastor é cuidar da família. Você, varão, Deus lhe deu o privilégio de possuí-la. Quem constitui família e não tem filhos não tem descendência. Para nós, ter uma família é um privilégio nos dado por Deus. Precisamos aprender a preservar e investir nela.

Em Gênesis, vemos Deus colocando esse desejo no coração do homem. Quando nascemos, Deus coloca em nossos corações o anseio de crescer, casar e ter filhos, a fim de entendermos o coração do Pai que quer possuir uma Grande Família Celestial.

O diabo sabe disso e investe para destruir esse anseio de Deus, derrotando e exterminando a família e os princípios dessa linhagem na terra. Hoje, os “casamentos” tornaram-se contratos, ajuntamentos fáceis de serem rompidos e desfeitos, quando surge qualquer contratempo. É a ação de satanás tentando derrubar as bases desse projeto que o Senhor tanto quer preservar.

A arca de Noé é uma tipologia familiar

  Quando Noé entrou para a arca com sua família, e Deus fechou a porta por fora, tiveram de conviver com todo tipo de desconforto: aperto, medo, preocupação, ansiedade, insegurança, incerteza quanto ao futuro, barulhos, gemidos, rugidos, uivos, chiados, bater de asas, mau cheiro, fezes, flatulência, e tudo de ruim que se pode imaginar naquela circunstância, além do dilúvio, lá fora, que não terminava.

Depois que parou de chover, nenhuma terra foi avistada  durante meses, para saírem rapidamente daquela situação. Mas a arca estava guardada. Deus tinha fechado a porta e, porta que Ele fecha, ninguém abre. Foi ali que Noé e sua família foram salvos e abençoados. Provavelmente, quando começou a chover, muitos bateram na porta da arca, pedindo para entrar, mas não puderam, pois Deus havia fechado. Ali ninguém entrava e ninguém saía.

Irmãos, quando há o entendimento de que o que realmente importa é a família, Ele fecha a porta para que essa “casa” seja preservada, para que ninguém saia. Nas lutas, sofrimentos e apertos, uns vão burilando os outros com paciência e perseverança, e o núcleo familiar vai crescendo, fortalecendo-se mutuamente. Podemos aprender isso com a arca de Noé. Há pessoas que apontam outras como “a ovelha negra da família”. Porém, essas  ovelhas negras são importantes e estão como instrumento de Deus no meio daquela parentela.  Entendemos que até esses, às vezes, como Caim e Cão, os primeiros que Deus permitiu  que víssemos e entendêssemos, estão no meio da família para abençoar, motivando-a a investir na vida dela.

Vejamos o exemplo de Cão: depois do dilúvio, Noé sai da arca, alegre, feliz, bebe além da conta, perde o domínio de si e fica nu. Cão vê aquilo, ridiculariza o pai, conta aos irmãos. Mas os irmãos são abençoados por causa da atitude errada de Cão, pois se Cão não tivesse escarnecido do pai, os irmãos não entrariam nem tomariam atitude correta; consequentemente não seriam abençoados, como foram. Pregações culpam Caim e Cão, e é verdade, eles tiveram culpa sim. Mas Deus tira do mal o bem para nos ensinar. Deus disse: “Caim, o pecado vai estar sempre na tua porta. Cumpre a você dominá-lo.” O que Deus está falando? “Caim, eu estou te preservando na terra, te guardando dos teus inimigos, para que as famílias da terra vejam que o bem pode vencer o mal, se estiverem unidas. Para que as pessoas saibam que eu te amo como amo àqueles que pensam que são melhores que você.” “Cão, seus irmãos não são melhores que você, embora você esteja me dando mais trabalho, vacilando, fraquejando. Eu amo a todos vocês de igual forma”.

Seja quem for que traga problema à sua família, isso pode ser transformado em benções para você. Seja: marido, filho, esposa, parente, alguém da vizinhança ou do trabalho, todas podem ser instrumentos de benções para  sua vida.

Os sãos não precisam de médico, apenas os doentes

Às vezes, você já disse: não tem mais jeito! Desisto!

Saiba que essa pessoa é amada por Deus e faz parte de seu círculo familiar. Você não pode riscá-la, e Deus vai usá-la para o abençoar, para ensinar-lhe a amar e, em consequência, vai mover a favor dela, e ela vai entender. Não sei se no último segundo, ou se no decorrer do caminho. Sei, porém, que Deus é justo!

Vocês, irmão, irmã, terão que amar, socorrer, amparar, orar, interceder e fortalecer os seus que erram sempre. Deus permite tudo isso para que sua casa seja abençoada, para que você, irmã, que hoje sofre com o marido adúltero, com o filho rebelde, com o viciado jogado na rua, seja abençoada.

Quando olhamos para Caim e observamos sua vida, vemos que Deus preservou-a, e não duvido da possibilidade de encontrá-lo no céu, quando lá chegar, embora a Bíblia diga muitas coisas a respeito da condenação dos perversos.

São tantas coisas, sim, mas vejo Deus preservando Caim, no mundo, para que ele entendesse seu pecado e soubesse o quanto o Pai o amava. Ele não quer lançar as almas no inferno, ter as almas separadas d´Ele.

Em velórios, quando pudermos, devemos sempre ministrar a salvação, mesmo que a vida do morto tenha sido sempre errada. Nosso Pai quer salvar a todos, disso eu sei. Se ele não foi salvo, saberei quando chegar lá no céu. Mas é Deus que conhece o coração desse que você tem chamado de ovelha negra; desse que você falou que não tem jeito, que já desistiu dele e que não vai fazer mais nada por ele. O Senhor o conhece e não o chama de ovelha negra. Deus o ama e ama a família dele e quer que eles existam em família. São esses que burilam a nossa fé.

Estaremos errando diante de Deus e pecando se não investirmos na família. Nós que nos julgamos melhores, pensamos que somos bons pais, boas mães, bons irmãos, e o outro é que não presta, que dá trabalho; achamos que estamos dando tudo de bom e não obtemos retorno, sempre investindo sem nada receber, estaremos como eles se não os amarmos.

Podemos dizer que em todo núcleo familiar existe um que destoa da vontade de todos. Sempre alguém que sai fora dos propósitos, que não anda de acordo. Deus não vê? Claro que sim. Foi Ele que o fez. Nosso Pai é justo e quer abençoar, mesmo tendo um que discorda da vontade de todos. Se Deus está operando em prol daquele que destoa, está também agindo a favor da família,  pois, em prol do errado, faz com que a família se una.

A favor dele, traz: união, propósitos comuns a todos, soluções e decisões, porque ele está sendo esse referencial de Deus para harmonia familiar. Muitas vezes, o filho que nos dá mais trabalho é o filho no qual mais investimos. Isso quando entendemos o valor da família.

Quando a Bíblia fala que Jesus amava mais a João, é porque João se achegava mais a Jesus, desfrutava mais desse amor. Muitas vezes, o filho mais problemático é o que se achega mais a você, num mover de Deus para que você o abrace mais, o apoie mais, o suporte mais e o ame mais, pois está precisando, mesmo. Muitas vezes, queremos que ele se afaste, pois essa é a vontade da carne, mas não é a vontade de Deus para a família. Nessa casa, todos serão abençoados; inclusive a ovelha negra. Cão, por exemplo, foi e povoou a África; abençoado por Deus.

Nosso Pai quer nos amar e nos abençoar, mas nós queremos punição. Ele disciplina sim, porém ama o transgressor. Mas, na maioria das vezes, o infrator não consegue receber o que vem de Deus, porque não se aproxima d´Ele, e não tem o apoio e a compreensão da família.

Pelo contrário, só recebe rejeição, acusação, cobrança dos que lhe são próximos. Isso o enfraquece mais e o leva a escolher caminhos que o afastam de todos, inclusive de Deus.

Mas, cuidado! Há também aqueles que esquecem de buscar a Deus quando as coisas estão normais, boas, sem problemas. Às vezes boas até demais; e esquecem de Deus, de ler a Bíblia, de louvar, de agradecer e de orar. Mas, na existência de uma ovelha negra, a família se levanta em oração e busca mais a Deus, lê mais a Bíblia, vai mais aos cultos. É o Senhor agindo em prol de todos. Deus sabe que crente “folgado” é um perigo. Neste mundo, precisamos estar em comunhão constante com Deus, para que, aquilo que vier na família, principalmente tribulação, sirva para que os familiares se unam, fortaleçam-se, cresçam num só propósito.

E há de chegar o tempo em que Deus lhe mostrará a vitória em todos do seu lar, se você tiver a visão de que a família é o primeiro plano de Deus, e de que muitas vezes há alguém entre os seus ali colocado por Ele. Mas o Pai a ama e essa pessoa será usada, a fim de que toda família seja abençoada. É o amor de Deus com a família; como vemos no caso de Caim e de Cão.

Quantas vezes, lemos mensagens contrárias a Caim e Cão. Deus permitiu contar a respeito desses dois homens, no início da Bíblia; Ele chama Caim e lhe diz que o pecado veio, estará sempre diante dele, que a ele cumpre dominá-lo. Deus  está dizendo que conhece muito bem Caim, que o ama e que, no dia em que ele conhecê-lO, será bem aventurado.

Para isso Deus pôs uma marca nele, protegendo-o e preservando sua vida na terra por muito tempo, para Caim O conhecer e entender o amor que o Senhor tinha por ele. Eu creio que Caim está salvo e que vou me alegrar com ele no céu. Creio que ele conseguiu compreender o amor de Deus e o propósito d´Ele. Isso se chama “dominar o pecado” da incredulidade a respeito do amor de Deus e de Sua vontade de salvar a todos.

Jamais podemos afirmar que alguém está perdido, porque Deus conhece o coração de todos, inclusive desse membro da família que, às vezes, você já desistiu dele; já o deixou de lado. Meditemos, irmãos, a esse respeito: Deus está usando os exemplos de Caim e de Cão, ovelhas negras em suas famílias para nos abençoar.

Pense em sua família. Há alguém que você diz que já não o ama mais?diz que não tem mais jeito para ele? Deus está dizendo que tem jeito sim. Pode não ter conserto para você, mas para Deus existe renovo, restauração. Seu “cálice” já transbordou? O de Deus, não! Pois Ele ama aquele que para você jamais será restaurado.

Prática do Amor

Irmão, irmã, não desistam de: orar, investir, amar e buscar a Deus. Nunca parem, nem desistam. Lembram-se da viúva que ia diariamente diante do juiz iníquo? Lembram que ela não desistia de clamar pela sua causa? De tanto ela pedir ao juiz que julgasse sua causa, ele, que era iníquo, não resistiu e julgou. Se um iníquo não resiste à persistência, que dirá de Deus que é justo! Temos que continuar orando mesmo que, aparentemente, não possamos fazer mais nada.

Nós não podemos, mas Deus pode! Temos de orar, investir, suportar e crer. Tem jeito! Se Deus colocou aquela pessoa na minha família, foi para bênçãos e não para abandono. Bênçãos para ela e minha parentela. Ela está ali a serviço da minha vida. Não posso abrir mão de ser trabalhado em meu aperfeiçoamento.

Se as pessoas aprendessem a obedecer a Deus e a investir naquilo que vem d´Ele, as bênçãos aconteceriam em maior quantidade para si e para seus próximos. Seu amor por essa pessoa pode ter acabado; mas o amor de Deus jamais acaba. Quanto mais trabalho damos ao Senhor, mais Ele atua em nosso favor.

Quando Pedro pecou, negando Jesus três vezes, ele chorou amargamente. Jesus foi crucificado, sim, mas, quando ressuscitou, Ele mandou avisar aos discípulos e, especialmente, a Pedro; que Ele tinha resuscitado, estava vivo e subia para Jerusalém. Por que Jesus enfatizou o nome de Pedro?

É como se o Senhor estivesse dizendo: “Pedro, você está sofrendo, mas eu sofro junto com você.Não te abandono e não te abandonarei.Eu conheço seu coração.Eu sei que você fez isso, não porque não me ama, mas porque teve medo.Venha ao meu encontro, Pedro.”

Sabemos , pela Bíblia, o que acontece depois, quando Jesus encontra Pedro, às margens do mar da Galiléia, e pergunta-lhe três vezes se ele O ama. Três vezes Pedro afirma que ama Jesus e três vezes recebe a missão de pastorear as ovelhas do Senhor. Ali Jesus estava curando o coração de Pedro. Assim também é com esse na sua família que você diz que não ama mais, que não suporta mais, que não tem mais jeito. Mas Deus está dizendo que não acabou, porque o Seu amor jamais acaba.

E quanto mais você investir, quanto mais o abraçar, quanto mais o amparar, mais Deus vai operar na sua vida e na dele, porque você precisa aprender que não é melhor que o outro, só porque não tem os defeitos dele. É melhor nada! Somos todos iguais, pecadores, “farinha do mesmo saco”.

Precisamos amar nossa família, investir nela, entendendo que cada vez que nos voltamos para nosso cônjuge, para nossos filhos, estamos crescendo perante Deus, e a pessoa sentirá a consciência queimando-lhe como brasas quentes sobre sua cabeça. Ela sentirá o amor ágape, aquele que cobre multidão de pecados. Então, ficam essas quatro perguntas:

Seu cálice transbordou? Pensa que não ama mais? Pensa que não tem mais jeito? Afirma que não suporta mais? Ponha-se agora diante de Deus e peça-lhe que o ajude a amar sua família, a colocá-la em primeiro lugar e a investir nela.

Pais, mães, invistam em seus filhos; maridos, invistam em suas esposas; esposas, invistam em seus maridos;  irmãos, invistam-se mutuamente, porque o primeiro plano de Deus é a família. Por isso o diabo quis destruir, mas o Senhor preservou.

Irmão, como está sua casa? O que está acontecendo com ela? O que você tem visto e acha que não é possível mais consertá-la? Se está apontando erros, pare e acolhe o errado. Pare de reclamar e comece a louvar a Deus, por ter uma família. Se alguém o feriu, perdoe e ame. Dê-lhe um presente. Isso é o que o Senhor faz conosco.

O amor de nosso Pai é a razão de estarmos aqui, nós que nada valemos, mas o amor de Deus é tudo. Ele quer que entendamos que, se há alguém na família discordante, a culpa muitas vezes é nossa, pois não estamos investindo nela; não estamos fazendo o que Deus nos ordena: amar, perdoar, suportar.

Não dê ouvidos à voz do diabo, pois ele diz que não está adiantando nada, ao contrário, está piorando. Ele quer que você desista mesmo, porque é traiçoeiro e, quando vê que você está investindo e amando, ele se desespera e investe suas últimas forças, tentando desestabilizá-lo, pois ele está sendo derrotado na sua família.

Persevere, mesmo não vendo nenhuma melhora, porque a sua vitória será grande! O cálice de Deus não transbordou, seu amor não acabou. Ele sabe que tem jeito e suporta todas as afrontas. Se você quiser investir naquele membro da família, o Senhor estará com você nessa missão.

Entenda que, quanto mais você investir, mais Deus lhe abençoará. Se o obrigam a andar uma milha, ande duas, ande três. Se o ferem numa face, dê a outra também. Jesus manda que amemos até os inimigos; não mandaria que amássemos os da própria casa?

Se Ele manda que amemos os inimigos, não devemos amar aqueles que são do nosso próprio sangue?que fazem parte do nosso seio? No reino de Deus o princípio é: “dai e ser-vos-á dado; mais bem-aventurado é dar do que receber.”

Quando fazemos algo por amor a Deus, Ele está com Suas mãos abertas para nos retribuir. Se a família estiver unida, estará guardada; se estiver guardada, estará unida. É assim no reino de Deus, cuja tipologia é a Arca de Noé.

Você pode alegar que já fez tudo que pôde e que não depende mais de você. Mas a Bíblia diz que devemos ter paz com todos e deixarmos que nossa causa seja tratada pelo Senhor. Não preciso desejar que o outro viva como eu quero, mas sim almejar o que Deus quer.

E a paz de Deus que excede todo entendimento virá sobre mim. Consequentemente, o amor de Deus que está em mim poderá contagiar a outra pessoa. E, ainda que somente eu ame, o resto não, estarei fazendo o que Deus manda. Da minha parte, estarei investindo na família, amando-a e guardando-a.

Isso é fundamental, principalmente para o varão da casa, conforme diz um versículo maravilhoso, em provérbios 14:26: “…no temor do Senhor tem o homem forte amparo, e isso é refúgio para os seus filhos.” Quando o chefe da casa teme ao Senhor, quando obedece ao Senhor e ama a família, suporta a ovelha negra, investe em seus entes queridos, procura estar junto; isso é refúgio e amparo para seus filhos.

Quando você pratica o que Deus manda, Ele guardará você e sua casa.  Inclusive aquele que você diz que não tem mais jeito. O Senhor o acolhe, o ampara, serve de abrigo para ele nos momentos de aflição, nos momentos de solidão, nos momentos de arrependimento e de reconhecimento  pela vida miserável que está levando.

O Senhor será seu socorro e sua fortaleza e o livrará de atos muito piores dos que poderia estar praticando. O diabo anda em derredor, rugindo como um leão, procurando devorar todo aquele que estiver desapercebido. Muitas vezes, sua ovelha negra só não foi ainda devorada pelo diabo porque sua vida, diante do Senhor, é de temor, oração e de investimento na família. O diabo pediu para peneirar Pedro, mas, por causa de Jesus, Pedro suportou e não desfaleceu em sua fé.

Quando entendemos que Deus ama a família, que o primeiro plano d´Ele é o reduto familiar, e Ele deseja que todos cresçam e sejam instrumentos em suas mãos, guiados por Ele, em comunhão com Ele e na presença d´Ele, todas as outras coisas ficam em segundo plano, sabendo que Deus há de sustentar, guardar, edificar, transbordando o coração de todos de paz, gozo, alegria, unidade e amor. Mateus 7:12 “tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque está é a Lei e os Profetas.”

Quer ser feliz na família? Faça sua família feliz. Invista nela: em seu filho; em seu cônjuge. Disponha-se a fazer a vontade de Deus em sua casa e que nosso Pai Celestial abençoe sua vida, seu lar e sua família. É minha oração a seu favor, em Nome de Jesus!

Uma opinião sobre “Ovelha Negra na Família”

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s