O Evangelho no Ed Carmelo


As fotos do evento poderão ser vistas ou baixadas, na opção “Acão de Pasta”, no seguinte endereço:

Artecon Enga, ed Carmelo, 05set14 (24)

http://goo.gl/J9mvSh

 

Caros amigos Matheus, Lílian, José Henrique, Edmilson e demais diretores, engenheiros e responsáveis pela Artecon Engenharia, em nome dos senhores Celso Costa, Gilson Petronilho e dos empresários de Belo Horizonte que nos apóiam, agradecemos pela sua hospitalidade no dia 05 de setembro de 2014, permitindo-nos anunciar aos seus funcionários da obra da rua São Paulo, 2295, no bairro Lourdes, BH, o grande amor de Deus por todos eles, amor esse provado na cruz do Calvário: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16).

Oramos para que a graça e a paz do Senhor Jesus se faça presente na vida e nos lares de todos vocês, assim como dos seus funcionários, familiares, prestadores de serviço e futuros moradores do edifício.

Atenciosamente,

José Adelson de Noronha

… Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras (1 Co 15:3,4).

2 opiniões sobre “O Evangelho no Ed Carmelo”

  1. Minha dúvida não tem a ver com o evangelismo, mas com casamento. Graça e paz, pr. Para mim não é nenhum pouco confortável estar nessa posição agora de pedir conselhos, mas andei pesquisando e acabei chegando nesse blog e resolvi tentar, já que ando enfrentando algumas dificuldades. Fui casado durante muitos anos com uma mulher e sempre fui fiel até a morte dela. Agora estou casado pela segunda vez com uma mulher que é o oposto da primeira e talvez por isso estou necessitando de um conselho. Minha primeira esposa era uma mulher segura, sabia resolver os afazeres domésticos. Minha segunda esposa já é diferente: apanha de coisas que toda mulher sabe fazer. Ela nunca foi de limpar casa antes de se casar, na casa dos pais dela sempre teve empregada então ela é muito crua nesse assunto. Minha esposa é 23 anos mais jovem que eu, eu tenho quase quarenta e seis e ela tem vinte e dois anos. Nunca liguei para comentários de críticas, lido bem com isso, se quero uma coisa eu consigo e vamos dizer que quando bati o olho na minha mulher pela primeira vez eu disse para mim mesmo que a teria como esposa e é claro: consegui. Amo minha esposa, mas sei que ela não me ama como eu a ela, ela é muito nova e acho que se casou comigo mais por carinho, pq queria sair da casa dos pais dela. Ela é filha única e o relacionamento com a família dela é conturbada, para ter noção até a pouco tempo a mãe dela falava só o básico com ela e olha lá. Antes de casar com ela achava estranho o fato dela sempre falar só com o pai, geralmente as filhas preferem falar certas coisas com as mães, mas ela sempre falava só com o pai. Ela até foi mimada pelo pai, mas a mãe é mais distante. Eu tenho uma filha do primeiro casamento, que é da idade dela, as duas não se dão bem, minha filha é muito temperamental e minha esposa por ser muito jovem não tem sabedoria para conquistar a confiança de minha filha. Ela já fez umas tentativas desastrosas . Minha esposa tem traumas do passado, qdo jovenzinha sofreu um estupro brutal em que um de seus violentadores era um namoradinho da época, depois disso tomou repulsa por homens e teve um namorinho com uma menina. Descobri isso depois de casado, antes só sabia do estupro, mas então entendi o pq dela ser tão desprezada pela própria família, tirando o pai dela, o resto é duro com ela, já presenciei várias cenas deles menosprezando minha esposa. Qdo estou perto eu tiro ela de perto, mas sei que longe de mim ela sofre humilhações e desprezo. Minha família tbm não a tolera mto, acham ela sonsa, bobinha, imatura e acham que ela é vulgar pelo q já aconteceu com ela. Já me desentendi praticamente com toda minha família por causa dela. Eu não concordo com o relacionamento gay que ela teve qdo jovenzinha, mas por amar demais essa mulher eu não briguei com ela. Ela sabe que errou e pecou, e está pagando por isso, nosso líder espiritual desligou ela da comunhão e ela vai ficar assim por alguns meses. Está mto envergonhada pelo fato da igreja ter tomado conhecimento de tudo. Tento apoiar, dar bons conselhos, consolar, mas ela anda mto deprimida. Ela está gestante, ainda no início e está mto sensível, chora toda hora, disse que não ia mais na igreja. Mas depois que ralhei com ela, foi e me surpreendeu ao aceitar a Jesus, ela que era até do ministério do louvor. Mas achei ótimo, pq qdo casei com ela percebi o tanto que a fé dela era fraca. Outro problema que enfrento é meu ciúme. Nunca fui ciumento mas com ela eu tenho, já cheguei e me envolver em problemas por causa disso. Ela nem dá mto motivo, me respeita mesmo que as vzs contrariada, mas basta eu ver rapazes flertando com ela que meu sangue ferve, cheguei a proibir ela de trabalhar fora, de sair com alguns amigos dela e depois de saber do envolvimento q ela teve com uma menina, aí o ciúme piorou, já nem quero deixar ela sair de casa. A saúde dela é frágil, ela é bem fraquinha, não me importo de cuidar dela, até gosto de ser protetor, de mimar um pouco, mas ela agora anda meio paranóica com pregação de cura. Ela cismou q tem q ser curada, q tem medo de morrer. Ela tem depressão, doença do pânico, é cardíaca, e agora que está gestante parece que pirou com esse negócio de cura, já falei mto com ela mas já teimou em ir numa igreja q dá show de milagres e se deu mal, voltou pra casa pior do antes de ir, chorou, passou mal. Pr., casar com uma mulher jovenzinha é mto bom, mas dá trabalho, me passe uns conselhos de como lidar com ela sobre esse negócio de cura, vejo que está adoecendo mais depois q cismou com isso e o q fazer p ajudar ela a não desistir de ir na igreja. Ela está envergonhada e as vzs antes de ir eu percebo que ela vacila. Vai na igreja mas anda meio perdida sem poder fazer o q fazia antes e as fofocas a incomodam. Ela é bonita e é sempre muito assediada, então as vzs meu ciúme não é sem motivo, as vzs têm motivos sim, ela é tímida, insegura e até meio moleca ainda, mas ainda assim ela têm sempre gente flertando, alguns bem abusados, eu já perdi as estribeiras por causa disso. Me aconselhe sobre isso tbm. Minha mulher tbm tem dificuldades na hora do sexo, ainda paira lembranças do q lhe aconteceu. Como posso ajudar minha esposa a se soltar mais no sexo, a se entregar com mais vontade? E agora gestante ela parece mais triste, será q isso é somente da gestação? Com ela eu tenho de fazer papel de marido e mtas vzs tbm de professor em várias áreas, ela é mto atrapalhada nos afazeres domésticos tbm. Dê um conselho, pr. Estou preocupado com minha esposa, sinto a angustia dela, o remorso de seus erros parecem corroer seu coração e sua paz. Me aconselhe pra que possa auxiliar melhor minha mulher.

    Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s