Sentimentos São Voláteis


PERGUNTA 

Já ouvi alguns pregadores dizendo que a paz no nosso coração serve como árbitro para as nossas decisões pessoais segundo os desejos de Deus. Mas como discernir isso? Às vezes sinto uma culpa e falta de paz quando faço alguma coisa, mas nunca sei se é coisa dos meus sentimentos ou do Espírito Santo. Tenho muita dificuldade de sentir a direção do Espírito por isso. Como posso discernir os sentimentos? Como saber se eles vêm de Deus, do maligno, ou são coisas que vêm de mim mesmo? Obrigada! 🙂

 

RESPOSTA 

Irmã, de fato a paz que nos foi dada por Cristo pode ser um árbitro incontestável, cuja voz seja facilmente “audível” e reconhecível em nossos corações. 

Porém o contexto citado pelo apóstolo Paulo em Colossenses cap 3:15 é de relacionamento fraternal, onde devemos suportar ao irmão, perdoar, ter misericórdia, ser humilde (considerá-lo superior), ser manso, paciente. São virtudes que devemos cultivar nos nossos relacionamentos para com todos, mas especialmente para com nossos irmãos de fé. 

Quem assim procede dentro da congregação não terá motivo para sentir-se culpado em nada e a paz de Cristo (árbitro) dará o aval de que procedemos bem. 

Quanto a decisões que temos que tomar em outras áreas, devemos orar sempre, se possível esperar algum sinal de Deus e, havendo paz, se as coisas fluírem naturalmente, podemos tomar a decisão e, em geral, ela é uma decisão acertada. 

Na maioria das vezes só sabemos que tomamos a decisão certa depois que tudo aconteceu e vimos que tudo fluiu com naturalidade. 

Agora, quanto aos sentimentos, eles vêm de você mesma. Nascem em seu íntimo e morrem também em seu íntimo. Sentimentos não têm corpo, nem forma, nem volume. Sentimentos são voláteis. Mas os sentimentos podem levar a alma ao pensamento, e esse, por sua vez, à ação e a ação ao pecado. 

Por isso, cuidado com os sentimentos que não são devidamente colocados em seu lugar. Pessoas que cultivam sentimentos de insatisfação, de tristeza, de amargura, de mágoa, etc., podem estar gerando o pecado. 

O Espírito Santo não é para ser sentido, mas crido e ouvido. O Espírito Santo não leva ninguém a sentir culpa, mas sim a reconhecer-se pecador e a reconhecer o sacrifício de Jesus a favor da pessoa. O Espírito Santo não tenta ninguém, mas avisa de que a pessoa está em perigo. Quem nos tenta é nossa própria cobiça, isto é, nossa insatisfação. 

“Ninguém, ao ser tentado, diga: sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (Tiago 1:13-15)

José Adelson de Noronha

2 opiniões sobre “Sentimentos São Voláteis”

  1. Muito obrigada pela resposta, pastor! Só uma última coisa, se o senhor me permitir: quando você diz:”(…) e, havendo paz, se as coisas fluírem naturalmente, podemos tomar a decisão e, em geral, ela é uma decisão acertada.” Essa paz é sentida de uma forma especial ou específica? As vezes quando vou tomar uma decisão mais séria, sinto uma falta de paz. Isso então seria um indicativo de que devo repensar o que escolhi? Por exemplo, recentemente tenho pensado em começar a trabalhar em uma área, já que têm surgido oportunidades. Isso realmente me agrada e é da minha vontade de fazer, mas não tenho paz na decisão, fico na cabeça de que ela é errada e Deus tem outros planos pra mim. Então não devo ir em frente?

    Curtir

    1. Filha, essa “falta de paz” que você costuma sentir quando vai tomar decisões mais sérias é natural em todos nós. Uns mais, outros menos, dependendo do grau de insegurança que temos quanto às coisas novas, desconhecidas. É assim com relação a um emprego novo, um namoro novo, uma viagem a local desconhecido, etc.

      Se você tem se agradado de certa área profissional e tem surgido oportunidades nela, não há porque ter tanto medo, a não ser que essa área e oportunidades sejam em ambientes pecaminosos, no convívio com ímpios, escarnecedores, blasfemadores. Aí é melhor não entrar, pois esse caminho é caminho de morte.

      Mas se é área profissional respeitável, onde você poderá ser sal e luz, dar bom testemunho de sua fé em Cristo, não há porque ter receio. Feliz é quem faz o seu trabalho com gosto, com alegria. Essa pessoa costuma ser mais bem-sucedida do que outra, que, estando na mesma área, não ama ao que faz.

      Os planos de Deus para você são muito importantes, na área que você quiser escolher: pregar o evangelho aos de seu convívio. Dar bom testemunho. Ser sal e luz. Escolha a área que quiser, faça o que goste e ali o Senhor te usará.

      Que a paz do Senhor esteja em seu coração, hoje e sempre.

      Curtir

Escreva seu Comentário ou pergunta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s